parquinho em formato de barco

Buenos Aires com Crianças: Dicas e o que fazer para uma viagem em família

Viajar para Buenos Aires com crianças é uma excelente pedida, já que, apesar de não se falar tanto das atrações para os pequenos, a cidade é recheada de coisas boas para fazer com eles, e programas que vão agradar a todos!

Antes de começar, é importante lembrar que para ir à Argentina é obrigatório ter passaporte válido ou RG com a foto atualizada, bom estado de conservação e a emissão deve ser inferior a 10 anos. Falando de crianças, não é permitida a entrada com certidão de nascimento e nem com outros documentos de identificação que não o RG Brasileiro. Visto não é necessário para Turismo.

Por que vale a pena ir para Buenos Aires com crianças?

Alguns motivos são:

> Existe facilidade para ir à Buenos Aires saindo do Brasil, com voos diretos de diversas capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre – o que facilita bastante para viajar com a família; além de ser possível de combinar facilimente com outros destinos, inclusive Bariloche.

> Buenos Aires tem boa gastronomia para todos os paladares, com opções tanto saudáveis e saborosas – com destaques para as carnes e empanadas – e também para doces que nas férias dá pra apreciar e saborear muito bem, em especial os alfajores, sorvetes e doce de leite!

pai e filha vendo painel lúdico
Alice se divertindo no Museo Prohinido no Tocar no Centro Cultural Recoleta, uma das várias experiências de espaços lúdicos para as crianças

> A cidade não é apenas bonita e com várias áreas verdes para passear e brincar, mas também está repleta de novos parquinhos espaços culturais – a maioria gratuito. Na continuação vou falar um pouco mais de cada um deles.

E além dos motivos familiares, há outras vantagens como o câmbio favorável e o programas de incentivo de conversão de moeda aos turistas, certa facilidade de idioma – mais fácil para quem não fala inglês – e mais.

Zonas e Onde se hospedar com a família?

Para escolher onde ficar hospedado na cidae, é interessantes saber que podemos dizer que dá pra dividir Buenos Aires em 4 zonas – e cada uma com suas particularidades e lugares para conhecer.

Assim vocês podem ver o que mais interessa sua família em cada uma e não apenas se hospedar onde fica mais de seus gosto, mas passear e conhecer parte de cada zona em cada dia. Elas são:

Zona 01: Centro e Puerto Madero
Zona 02: San Telmo e La Boca
Zona 03: Retiro e Recoleta
Zona 04: Palermo

Falando das regiões, eu acho Palermo um excelente local para hospedagem em Buenos Aires com crianças, principalmente se vai ficar em Airbnb – tem vários excelentes na região. Só precisa ter cuidado a noite porque também é um bairro badalado com vários bares, restaurantes e movimento. Se você não gosta e se incomoda com barulho, recomendo que fiquem mais próximos a região dos bosques de Palermo que é mais tranquilo.

O centro também é muito bom pois está perto dos principais atrativos turísticos que você pode tranquilamente ir andando, mesmo com os pequenos.

Ainda vale destacar que uma hospedagem próxima ao metrô já facilita muito a vida da família, pois o metrô leva a praticamente todas as zonas da cidade e funciona muito bem.

Listo aqui algumas opções de Hotéis em cada Zona que mencionei:

Ibis Obelisco. Crédito: Divulgação

Zona 01 (Centro e Puerto Madero)

> Hilton Puerto Madero: Excelente opção de alto padrão próxima de restaurantes e das principais atrações clássicas da cidade, como a Casa Rosada, e próximo do bairro de San Telmo

> Ibis Obelisco e NH 9 de Julio: Opções de melhor custo benefício mais acima, do centro para o Obelisco.

Zona 02 (San Telmo e La Boca)

> Patios de San Telmo e Anselmo Buenos Aires, Curio Collection by Hilton: São hotéis intimistas e charmosos, mais para casais do que crianças, mas talvez seja interessante para sua família.

Obs. Não recomendo hospedagem em La Boca, pois lá o metrô não chega, e isso dificulta um pouco a logística.

Zona 03 (Retiro e Recoleta)

> Sheraton Buenos Aires Hotel & Convention Center: Este é um dos meus hotéis preferidos para ir à Buenos Aires com crianças, com muita atividade e kids club. Fica em Retiro na região da praça General San Martin, que é um praça com muito verde e um parquinho.

quarto de hotel com duas camas
Nosso quarto no Palladio Hotel

> NH Crillon: Opção mais em conta também em Retiro para quem deseja bom custo benefício.

> Palladio Hotel Buenos Aires – MGallery: Na Recoleta. Fiquei nele recentemente e tem um atendimento fenomenal e com um valor bem interessante no custo benefício. Não é o mais barato, mas é um 5 estrelas mais em com um atendimento fenomenal, e por isso vale bastante o investimento.

Zona 04 (Palermo)

> Mine Hotel Boutique e Legado Mítico Buenos Aires: Apesar de estarem um pouco afastados no metrô estão no meio do bairro com acesso a várias opções andando. Para quem vai ficar o dia todo fora é o melhor bairro para as crianças. Tem muito verde, praças e bosques para explorar com sua turminha.

Outras Dicas para a família viajar junto

Todo destino tem seus detalhes em relação a clima, câmbio, transporte e mais. Aqui vou deixar algumas dicas extras de forma geral, lembrando que consigo fazer algo muito mais detalhado e especializado no meu serviço de Roteiros Sob Medida para sua viagem ser do jeitinho que você imagina! Vamos lá:

> A Moeda oficial da Argentina é o Peso Argentina. Recomendo que faça o câmbio assim que chegar na cidade. Você pode trazer reais ou dólares em espécie para fazer o câmbio. Faça câmbio apenas em locais autorizados, e não na rua com pessoas desconhecidas. Fazer giro de dinheiro via Wester Union com saque na cidade também é uma opção.

> Leve adaptador de tomada universal para uso de carregadores e equipamentos eletrônicos, pois a tomada é totalmente diferente da brasileira. Além disso, cuidado com os equipamentos que não forem bi voltes, pois a voltagem na Argentina é 220V.

Escultura de Metal Floralis Generica
E clássica Floralis Generica: vale para uma foto e piquenique

> Sobre transporte, caso não tenham um transfer contratado, é possível se deslocar usando Metrô, Táxi ou Transporte por Aplicativo – no caso o único legalizado é o Cabify (o Uber existe mas não é legalizado). Recomendo Cabify ou Metrô, sendo que você usa este transporte público somente com o cartão Sube. Basta ter um para a família toda, não é individual.

Ele pode ser comprado e recarregado nos kioskos ou nas próprias estações de metrô. O Cartão custa 175 pesos e a passagem do metrô custa 42 pesos, por trecho, por pessoa.

> O Seguro Viagem não é obrigatório por lei, mas na minha opinião, é obrigatório para todo turista, ainda mais porque o funcionamento da Saúde na Argentina é bem diferente do que no Brasil. Você pode avaliar boas opções aqui: Opções de Seguro Viagem.

O que fazer em Buenos Aires com crianças?

Vamos para o que mais interessa: as opções de passeios! Tanto na capital argentina quanto em seus arredores, tem muita coisa interessane para fazer em família. Nós estivemos em lugares que a Alice adorou, e vou compartilhar o que mais gosto e indico:

Parque infantil com robô
Plaza Mujica Lainez: Uma das diversas e incríveis plazas da cidade para os pequenos.

Plazas, Áreas Verdes e Parquinhos: Buenos Aires está cheia de praças lindas e cheias de verde, e com parquinhos renovados, públicos e maravilhosos para a criançada. Não precisa muito para aproveitá-las: basta ir passear e levar algumas guloseimas para fazer um lanchinho junto de um parquinho destes que é sucesso garantido.

Várias plazas são temáticas, com parquinhos diferentes e de brincadeiras inteligentes, como este da foto na Plaza Mujica Lainez, a inclusiva Plaza Mafalda, a Plaza Inmigrantes de Armenia em Palermo, e muitas mais.

Além disso, toda área verde é gostosa de passear com eles, como o Rosendal de Palermo, o Jardín Japonês e o próprio Ecoparque de Palermo, antigo Zoo que se transformou em um novo conceito muito mais atual e sustentável, sendo que os animais que ali ficaram estão soltos em em meio a grande área verde.

Livraria El Ateneo (Santa Fé): A livraria que mais parece uma obra de arte está dentro de um antigo e conservado teatro que hoje abriga diversos andares de prateleiras de livros únicos. Existe claro a sessão infantil, e mesmo com livros em espanhol – e por que não treinar o idioma? – vale a pena conhecer e passar um tempinho por lá. Boa pedida pra dias de chuva.

entrada de espaço de sala de centro cultural
Um lugar muito legal para experimentar: Centro Cultural Recoleta.

Museo Prohibido no Tocar e Centro Cultural Recoleta: O espaço em si do Centro já é um ambiente legal e cultural, mas claro que visitar um lugar para tocar em tudo e experimentar ciências e outras áreas é tudo de bom com as crianças. São dois andares e este é um dos espaços favoritos das famílias que visitam a cidade.

Tango: É isso mesmo, as apresentações de Tango também são muito boas para as crianças, não são lugares como baladas e de vida noturna, mas sim como apresentações culturais. Claro que há opções mais interessantes do que outras para elas e isso que faz a diferença.

Eu recomendo o Madero Tango para ir com as criança pois é tipo um Musical e não tango clássico. Alice já foi no Madero Tango e amou. A questão aqui é que finaliza tarde então algumas crianças podem ficar bem cansadas – prepare-se para o colinho no final.

fachada de estádio de futebol
O Estádio do Boca: a famosa La Bombonera.

Estádios do Boca Juniors e River Plate: Quem tem fãs de futebol em casa – ainda mais depois de a Argentina vencer a copa do mundo do Qatar – deve querer visitar ao menos um dos dois principais estádios da cidade.

O estádio do Boca leva vantagem por estar bem ao lado do Caminito e já dar pra conhecer os dois. Já o River fica em outro lado da cidade, mas é possível fazer tour guiado em ambos, conhecendo museu, história e seus bastidores. Se é fã de futebol, não é importa a idade: será sucesso!

Museo de los Niños: Um atrativo bem clássico que está dentro do Shopping Abasto, similar ao conceito da rede Kidzania, que está em alguns locais do mundo – inclusive São Paulo.

A criança tem a oportunidade de se inserir em um mundo de profissões e exercer as atividades como adultos, mas claro, de forma divertida e segura. Ela pode trabalhar em uma lanchonete ou em um banco, e aproveitar bastante!

Prédio e fachada do Centro Cultural Kirschner
Prédio e fachada do Centro Cultural Kirschner

Centro Cultural Kirschner: Bem pertinho da Casa Rosada e de Puerto Madero, este centro cultural é muito bacana, gratuito e conta com diversas atividades e salas para as crianças terem contato com arte, música e diversas oficinas promovidas pelo centro. Programa de sucesso com certeza em diversos andares!

Paseo La Historieta: Você deve conhecer a Mafalda, personagem de quadrinhos e tirinhas muito simpática e que ganhou o mundo, e é super famosa na cidade claro!

Porém, existem outros personagens de quadrinhos argentinos, e esse é um caminho na região de San Telmo muito gostoso de fazer e mostrar estátuas e figuras que fizeram história em todos os sentidos. Aproveita para fazer tipo um caça ao tesouro para encontrar todos, e boas fotos!

Uma grande aventura: O Temaikén

Temaikén: Este é um passeio para o dia todo, visto que não fica no centro, mas nos arredores, e é um Bioparque enorme com muita natureza e animais para ver. São várias espécies e atividades para curtir em família. Lá a estrutura é boa com lanchonetes, loja e demais atrações. São muitas opções bacanas e dá pra ficar um bom tempo explorando.

Estas são as principais opções para quem visita a cidade. Se quiser ver mais algumas dicas de Buenos Aires com crianças, a Flávia do Turismo em Família também escreveu sobre o tema – veja aqui!

Bora viajar para Buenos Aires com crianças? Garanto que a viagem será incrível, e se quiser ter sossego e tranquilidade com um roteiro e consultoria com tudo que você precisa, estou aqui para te ajudar com minha proposta de Viagem Sob Medida. Sei que você vai aproveitar tudo muito bem para só curtir estes momentos e gerar memórias muito felizes!