passarela de madeira com árvores ao lado e lago e montanha ao fundo

Bariloche no verão: Dicas e lugares para aproveitar!


O Bariloche no verão tem uma proposta bem diferente dos tradicionais passeios de neve e frio, mas vale muito a pena aproveitar a cidade por uma nova perspectiva.

As paisagens seguem com um outro olhar – também incríveis – mas as opções de lazer são um pouco diferentes, com direito a banho no lago para os mais corajosos, mas também a oportunidade de curtir um clima mais ameno e fácil de aproveitar. Já adianto que vale muito ir, mas vou dar mais detalhes agora.

A parte boa é que, por não ser a alta temporada no destino, é um pouco mais fácil de planejar viajar para Bariloche no verão.

passarela de madeira com árvores ao lado e lago e montanha ao fundo
Entre lagos e natureza, Bariloche no verão encanta!

Mesmo assim, há procura, e não dá pra deixar para a última hora o plano, em especial nos feriados e início das férias de verão. Como especialista em Argentina, posso te ajudar a personalizar sua viagem no verão também! Mas vamos a experiência com minha família e mais algumas dicas:

Como é Bariloche no verão e onde ficar?

O clima é ameno e os termômetros ficam entre 10 e 25 graus celsius. Isso significa que não neva e são pouquíssimos cumes que estão nevados nesta época. Porém, o calor não é intenso, e quem prefere dias mais friozinhos ainda encontra por lá.

chef em cozinha de restaurante preparando pratos
El Boliche del Alberto, um dos bons restaurantes de Bariloche, queridinho dos brasileiros.

Fica gostoso ainda para tomar um chocolate quente a noite, e provar algumas delícias da gastronomia argentina, como as parrilas.

A maioria dos hotéis segue em funcionamento normal, principalmente nas regiões do centro. Ainda é bom ficar por lá e curtir essa região, mas também há resorts e hotéis com programações especiais. Alguns que recomendo nesse período são:

De luxo: Llao Llao Resort & Golf Spa e Charming Luxury Lodge (mais afastados do centro da cidade); Alma del Lago (mais próximo ao centro da cidade)
Quatro Estrelas: Design Suítes de Bariloche, La Cascada by Don
Sem classificação: Lirolay Suites

Tenho mais indicações de restaurantes e hotelaria com detalhes, leia também meu post de restaurantes em Bariloche, e tenha tudo na mão com outros benefícios no meu guia Bariloche Memorável, que é super completo, e apesar de ter um foco na viagem de inverno, estas indicações valem para qualquer época do ano. Confira aqui!

O que fazer em Bariloche no verão?

Vamos ao que mais interessa, inclusive no que acho mais interessante após minha viagem em dezembro no destino.

rua com fila de árvores de natal decoradas no centro
Entre decorações e lojas, a programação oficial e a não oficial do natal é uma delícia!

1. Natal em Bariloche: Apesar de não ser um evento tão grande, a cidade promove atrações natalinas, principalmente com apresentações e decorações na praça central, foto com Papai Noel, além do comércio também se preparar para a data.

Fiz um post só com as experiências do Natal em Bariloche e você pode conferir aqui no blog também!

2. Aproveitar os mirantes e locais com lagos e praias de Bariloche: Seja para apreciar e ver as paisagens, para fotografar, para brincar ou seja até para nadar, os lagos estão ali para ser curtidos no verão em Bariloche, meio a belíssima natureza.

Nós decidimos fazer o clássico Circuito Chico nesta versão verão, que tem um olhar bem diferente do inverno. A partir dele paramos na Bahia Serena, uma praia ao longo da Av. Bustillo à beira do lago Nahuel Huapi.

gramado com lago e montanhas ao fundo
Os lagos são incríveis na cidade.

Depois seguimos pelo Circuito Chico com parada no Cerro Campanário e em seguida paramos no mirante do lago escondido (pequena trilha) e logo na frente o mirante da Bahia Lopez que é uma passarela de madeira, bem próxima a estrada e com uma vista linda.

3. Curtir a gastronomia – inclusive ao ar livre: Há locais com mirantes que possuem vistas bacanas, e onde também há confeitarias (caso da cafeteria giratória do Cerro Otto) e restaurantes que ficam em um ambiente bem legal para curtir no calor ao ar livre.

Uma opção interessante é o novo restaurante Madurado. O espaço foi inaugurado em setembro de 2022, e possui uma proposta de carnes maduradas, em um ambiente lindo e a beira do lago, mesmo local onde fica o Club de regatas de Bariloche.

Recomendo chegar antes do pôr do sol e pegar uma mesa fora ou próxima a janela para admirar a beleza do lugar. Lembrando que no verão o sol se põe mais tarde. Pode marcar para as 19h30 que vocês vão conseguir chegar lá ainda dia e admirar o pôr do sol.

mulher sentada de lado de letreiro pequeno patagonia com vista de lago ao fundo
O delicioso espaço da Cerveza Patagonia.

Um dos lugares que sempre recomendo para almoço é Cerveza Patagonia – sem esquecer de fazer reserva. Demos sorte de pegar um dia lindo quando fomos, com a vista incrível. Degustamos várias opções de cervejas e almoçamos por lá super bem. Nessa época, além de ser possível comer e beber na área externa, a cervejeria abre algumas opções de food trucks.

4. Colonia Suiza: A Colonia é lugar bacana de influência suíça que fica bem próxima de Bariloche com lojinhas, restaurantes, e dá para aproveitar a praia no lago Perito Moreno – a água estava um pouco menos fria que outros lagos.

Eu comento que a água dos lagos é gelada porquê, como a maior parte dos lagos de Bariloche são de origem glaciar e abastecidos por água de degelo, mesmo no verão a água acaba sendo fria de encarar o mergulho.

escultura de avó em frente a casa com loja de chocolates
Além do charme, um dos melhores chocolates de Bariloche você também encontra na Colonia Suiza

Faça uma parada na loja da Abuela de Goye, um dos meus chocolates favoritos da cidade. Além da loja, eles tem um espaço onde servem cafés, tortas, chás e um cardápio bem variado para um lanchinho, e uma sorveteria anexa também.

5. Isla Victoria: Um clássico que acontece o ano todo, mas acaba ficando até mais gostoso de curtir no verão neste mix de passeio de barco + trilha na natureza, e se inicia a 25km do centro, em Puerto Pañuelo.

O passeio começa com uma navegação pelo Lago Nahuel Huapi e paisagens até o desembarque no preservado Bosque de Arrayanes: uma espécie nativa de árvores altas e coloração laranjada, que dizem ter sido inspiração de Walt Disney no filme Bambi.

6. EUCA – Parque de Arvorismo: Quem gosta de uma dose de aventura vai adorar o EUCA, que fica al lado do complexo Piedras Blancas. Durante essa época o Piedras Blancas funciona apenas com a silla panorâmica e o canoply (tirolesa), mas é bem legal.

No EUCA encontramos um parque de arvorismo super completo com 5 níveis de dificuldade, mas é importante saber que, para acessar os níveis superiores, é necessário verificar a altura da pessoa.

menina fazendo arvorismo em troncos
Alice toda habilidosa no arvorismo infantil

A Alice por exemplo só tinha altura para o primeiro nível. Para crianças menores de 1,20m tem o mini que é um arvorismo no solo, ele também serve como treinamento para crianças que vão acessar o nível 1. Meu marido foi até o nível 5 e relatou que é bem difícil. Até 4 ele falou que é divertido. Já 5 é apenas muito difícil

Próximo ao local também está o K1 um balanço incrível, mas que no momento em que estávamos lá não estava funcionando ainda. Recomendo para os corajosos.

7. Cavalgada La Fragua e/ou Dia de Campo: Ir para La Fragua é realizar um passeio no qual você vai pode admirar paisagens lindas e ainda pouco conhecidas pelos brasileiros. Durante a cavalgava você vai conhecer a Estância San Ramón, uma excelente opção na estepe patagônica.

A paisagem que é possível apreciar durante o passeio tem um aspecto desértico com formações geológicas de alguns milhões de anos, inclusive é mais antiga que a Cordilheira dos Andes. Geralmente é contratado antecipadamente, e pode ser em grupo ou privativa, incluindo almoço.

8. Parque Nahuelito: Dica super kids friendly para Bariloche no verão para quem, como nós, leva as crianças para a viagem.

Este é um parque temático de dinossauros com um tour guiado diferente, e incluiu mais de 30 réplicas de dinossauros em tamanho real, assim como as histórias dessas criaturas que habitaram nosso planeta a milhares de anos atrás.

E claro, nem mencionei que é possível só dar uma volta pelo centro de Bariloche suas lojas – e até entrar no clima de inverno pela pista de patinação da loja de chocolates Rapa Nui que funciona o ano todo; porém dá pra ir além de Bariloche no Verão e fazer um roteiro mais completo com os arredores, como incluir Villa Traful, Cerro Tronador, Villa la Angostura, a famosa Rota dos 7 Lagos e mais alguns programinhas.

Já te convenci que Bariloche no Verão é uma boa ideia? E se quiser aproveitar para viajar sem se preocupar com o roteiro, converse comigo para fazer sua viagem sob medida e desfrutar do que é melhor na cidade para seu perfil e o de sua família!

construção em arco da praça de bariloche com guirlanda de natal

Natal em Bariloche: Dicas para o fim de ano na cidade!

Já pensou em aproveitar a época de Natal em Bariloche? Se sim, pode ter certeza que é boa pedida, inclusive porque fui com minha família para a cidade aproveitar alguns dias mais amenos que o tradicional inverno na cidade, e aqui tem mais de nossa experiência e dicas da magia natalina local.

Fomos em dezembro e ficamos 4 dias na cidade, também aproveitando algumas atrações de verão. A programação oficial do Natal em Bariloche – que é divulgada no Instagram Navidad en Bariloche – sempre inicia em meados de novembro e vai até o início de janeiro, que geralmente é finalizada junto com o evento Caminhada dos Reis.

Onde ficar para aproveitar o Natal em Bariloche?

A programação natalina da cidade acontece principalmente com decoração e atrações no centro cívico, por isso se este for o objetivo principal, é interessante se hospedar perto dele, e que não deixa de ser uma base para fazer outros passeios na região e arredores.

Eu sempre recomendo para meus clientes de consultoria e roteiros personalizados na Argentina estadias na Av. Exequiel Bustillo que não é distante do centro e tem lindas vistas do lago.

decoração natalina com várias árvores em frente a prédio
Pertinho do centro tem boas hospedagens e as decorações de natal!

Mas é claro que alguns hotéis e resorts são boas opções, principalmente para serem aproveitados com mais calma nesta época – que não é a alta temporada do destino. Então, ficar em um local um pouco mais distante pode ser interessante, principalmente porque nesta época alugar carro é mais viável, já que não tem o problema de pistas congeladas e perigosas.

Quando fomos em dezembro, nos hospedamos do Hotel Sol del Nahuel, um hotel 3 estrelas simples nos quartos e café da manhã, mas com estrutura boa de piscina e vista para o lago. Ainda assim, opções como o tradicional Llao Llao Resort & Golf Spa que é luxo e outros bem conhecidos costumam caprichar nas decorações e quem curte esse clima ganha esse extra nas estadias de luxo.

Neva no Natal em Bariloche?

Não! As temperaturas na cidade, por estar no sul da Argentina, ficam entre 10 e 25 graus celsius em dezembro, então é um clima ameno e com alguns dias um pouco mais quentes – mas sem chance de ver neve – salvo no alto de alguns picos que costumam sempre ter aquela neve para ver ao longo das paisagens!

O que fazer no Natal em Bariloche?

Ainda que Bariloche tenha aquela ideia de ser um destino de neve e que automaticamente combina com as festas, o natal em Bariloche não é como o de Gramado por exemplo. Ele é mais simples, com uma programação menor, mas não deixa de ser animado e muito gostoso.

Aqui então estão algumas opções para curtir a cidade nesta época:

árvore de natal em praça com iluminação baixa a noite
A árvore clássica do centro de Bariloche.

> Decoração de natal e atividades no Centro Cívico: Tanto o centro quanto a região da Calle Mitre (Rua Mitre) fica iluminada e decorada, com várias atividades, como Vila do Papai Noel para tirar fotos, escrever cartinhas, realizar pinturas e curtir o acender das luzes todos os dias por volta das 18h00 no entorno da árvore de natal de 10 metros de altura.

Além disso, sempre acontecem shows e apresentações noturnas, desde concertos de orquestras até apresentações bem animadas de rock, com um toque natalino!

rua com fila de árvores de natal decoradas no centro
Entre decorações e lojas, a programação oficial e a não oficial são uma delícia!

> Comércios e atividades além da programação oficial: É claro que o comércio entra no clima, sendo que uma das coisa mais gostosas (literalmente!) é passear provar delícias nas lojas de chocolate – e nada como curtir um chocolate quente em um friozinho leve, além de garantir alguma decoração e presentes nas lojas locais.

Uma das opções mais tradicionais aliás no quesito chocolate é provar as delícias da Rapanui – que também aqueles ursinhos recheados de doce de leite que são maravilhosos.

balcão de loja de chocolates com caixas e barras tema natal
Uma linda lembrança da época – e gostosa – são as delícias da Rapanui.

Nesta época a loja vende produtos temáticos de natal, como biscoitinhos de gengibre em formato de bonecos (igual os gingerbreads que existem nos Estados Unidos), barras de chocolate com símbolos natalinos, entre outras opções temáticas.

A Rapanui do centro cívico também tem cafeteria e sorveteria, além da sua pista de patinação no gelo, que fica dentro da loja e funciona durante todo o ano – para quem quiser entrar no clima do natal do hemisfério norte, mesmo estando longe de lá!

Ainda há apresentações e decorações em outros locais, como em grandes hotéis e no Cerro Catedral, que nesta época também tem atrações especiais.

> Curtir as paisagens além da neve: Você vai aproveitar para ver um visual bem diferente de alguns mirantes dos próprios lagos.

O Circuito Chico, assim como outros lagos por exemplo são tão bonitos quanto no inverno, mas de uma forma totalmente diferente!

> Colonnia Suiza: Esse é um cantinho especial de Bariloche que tem comércios e restaurantes em casas de arquitetura típica suíça que é bem gostoso de passear… e que acaba sendo bacana de aproveitar na época (afinal é neste país europeu que estão alguns dos mercados de natal mais famosos do mundo).

Ela fica bem próxima da cidade, e por ser o início do verão, dá para aproveitar a praia no lago Perito Moreno. Lembrando que os lagos de Bariloche são de origem glaciar e abastecidos por água de degelo. Por isso, mesmo no verão a água é bem gelada – mas os corajosos podem aproveitar!

escultura de avó em frente a casa com loja de chocolates
Além do charme, um dos melhores chocolates de Bariloche você também encontra na Colonnia Suiza

Aliás, uma dica é a Loja da Abuela de Goye, que na minha opinião é uma das melhores chocolaterias de Bariloche. Além do chocolate eles possuem cafés, tortas, chás e um cardápio bem variado para atender um lanche da tarde e, contém desde o início de 2023 com uma sorveteria também

E o ano novo?

O Ano Novo é ainda mais tranquilo, sem grandes festas no centro ou eventos especiais – inclusive pelo fato de Bariloche estar dentro de uma região de Parque Nacional e que precisa de preservação e cuidado – por isso, é um destino para quem deseja sossego, definitivamente!

Mesmo assim, ceias e festas em hotéis – que podem ter pequenas queimas de fogos em locais autorizados – até podem ser possíveis, e vale conferir a programação dos estabelecimentos.

Uma opção é passar o Natal em Bariloche, e depois seguir para o Ano Novo em Buenos Aires. Não é como no Brasil, mas possui algumas festas e queima de fogos na região de Puerto Madero, e pode ser uma viagem bem legal sim!

construção em arco da praça de bariloche com guirlanda de natal
Mais um pouquinho da decoração de fim de ano de Bariloche!

E aí: se animou para curtir o fim de ano e o natal em Bariloche? Se sim, posso te ajudar a personalizar sua viagem não apenas na cidade, mas com opções interessantes nos arredores também; ou se preferir, conheça meu Guia Bariloche Memorável, que apesar de ser mais focado no inverno, é um guia super completo com lojas, restaurantes, hotéis e tudo o que você precisa saber em detalhes e com uma série de benefícios sobre um dos destinos mais legais da Argentina. E afinal, eu posso até ser suspeita, mas Bariloche é legal o ano todo, e vale sim aproveitar!