salão de restaurante com salames pendurados em prateleiras

Restaurantes Michelin em Buenos Aires para apreciar o melhor da gastronomia na cidade

Ter Restaurantes Michelin em Buenos Aires era há muito tempo uma necessidade, e que desde 2023 felizmente essa injustiça foi corrigida com a chegada do Guia gastronômico mais badalado do mundo, e com indicações e algumas estrelas que também foram dadas.

A capital argentina dispensa apresentações e como moradora do país viajante e travel designer especializada nele, posso até ser suspeita, mas é sim uma das cidades mais charmosas do continente.

salão de restaurante com salames pendurados em prateleiras
Um pedacinho do Salão do El Preferido.

Seja do centro ou até seus arredores, tem muita coisa bacana, e tudo isso junto com boa gastronomia que só a Argentina oferece.

Entre os Restaurantes Michelin em Buenos Aires, vou deixar aqui tanto os 3 restaurantes que receberam estrelas Michelin, quanto demais restaurantes que foram ainda assim indicados. Alguns deles pude conhecer e confesso que algumas fotos não estão em um padrão tão Michelin quanto os sabores, mas não deixa de ficar como referência para leitura deste post.

Restaurantes Michelin em Buenos Aires Estrelados

Os 3 restaurantes que ganharam a consideração do Guia Michelin na capital argentina, assim como seus detalhes e informações são:

tábuas de madeira e pedra com degustações
Degustações do Aramburu.

1. Aramburu: O único a receber 2 estrelas Michelin na cidade, apresenta sofisticada gastronomia com um Menu de 18 etapas muito variado e que inclui ingredientes regionais. Está localizado no bairro da Recoleta e é necessário reserva pelo site do estabelecimento. Como é de se esperar, não é o único reconhecimento que possui e já foi premiado várias vezes.

Um restaurante deste tipo, ainda que muito considerado, às vezes não atende os paladares mais seletivos. Por isso, vá se você realmente é fã de todo tipo de gastronomia e de provar muitos sabores. Eu inclusive desenhei uma viagem para uma cliente que foi com dois filhos no Aramburu (10 e 14 anos) e foi uma boa experiência pelos jovens já terem costume neste tipo de experiência. Porém, se a crinaça tiver paladar seletivo – ou mesmo você – talvez uma outra opção também muito boa seja mais sua cara!

2. Trescha: Um restaurante que pode não ser muito conhecido pela maioria, mas que também oferece uma experiência gastronômica intensa com um menu de 15 etapas, variado trimestralmente. Neste caso, assim como o Aramburu, não recomendo com crianças menores de 14 anos, já são restaurantes mais requintados e sem opções kids – e vale novamente o mesmo para os paladares seletivos.

Mas se você é daqueles que ama viajar na gastronomia, você pode ir fundo nesta fusão de sabores que rendeu 1 estrela Michelin para ele. Localizado em Villa Crespo, é também importante reservar pelo site.

Fachada de restaurante em rua histórica com muitas pessoas aguardando em fila.
O Don Julio: Sempre movimentado, ainda mais depois de ser estrelado.

3. Don Julio: Esse pode ser menos estrelado que o Aramburu, com 1 estrela assim como Trescha, mas definitivamente é o mais badalados Restaurantes Michelin de Buenos Aires.

Localizado em Palermo, o Don Julio já recebeu famosos – incluindo o craque Messi, e a loucura é tão grande para reservar que, para ter ideia, outra cliente solicitou em setembro para ir em fevereiro e mesmo assim a reserva não foi aceita. Se a vontade for realmente grande, é possível ir sem reserva, mas aguardar no mínimo duas horas na fila, e chegar antes do restaurante abrir para colocar o nome na lista de espera. Caso queira arriscar, as reservas são feitas neste link do site – vai que você tem mais sorte do que eu!

E porque tudo isso? Bem… o restaurante que está em uma edificação histórica muito bonita e modernizada serve a muito tradicional parrila argentina em um cardápio que pode não ser tão criativo, mas definitivamente tem cortes perfeitos de açougue próprio, assim como da produção própria dos demais ingredientes de acompanhamentos, vindas de fazendas e hortas gerenciadas pelo próprio Don Julio, o que também o entitula como estrela verde pelo guia – pensando são duas estrelas, não são?

E pra fechar, eles também já tiveram um sommelier premiado. Com tanto cuidado em todo o processo de suas receitas, não tinha como não ser um excelente restaurante!

Restaurantes Michelin em Buenos Aires com Indicação do Guia

O Guia Michelin, além das estrelas, também recomenda restaurantes que podem não chegar em todos os critérios conceituados com as estrelas, mas que são recomendados por sua qualidade.

Em Buenos Aires, são mais de 40 restaurantes recomendados pelo guia, porém, fiz uma seleção de 9 restaurantes tanto que eu, quanto meus clientes, gostamos e também recomendamos – e vale reservar se for de seu interesse. Eles são:

Elena: Está localizado em Retiro, dentro do hotel Four Seasons. Ambiente amplo e moderno, boa carta de vinhos, e opções de carnes, acompanhamentos e sobremesas. Oferecem desenhos para a distração das crianças, e boa pedida para quem já vai se hospedar no hotel.

Sobremesa tipo pudim com calda de chocolate
Sobremesa deliciosa do La Alacena.

La Alacena: Para fãs de gastronomia italiana, esta é uma ótima opção de tratoria em Palermo que tem bom custo benefício e bons elogios, em especial para a lasagna alla bolognese, mas tanto com opções tradicionais quanto com pratos de combinações diferentes e modernas!

Casa Cavia: Em um ambiente belíssimo de um casarão histórico em Palermo com fonte, jardim e aconchego, serve pratos a la carte, mas também café, doces e drinks, que são considerados um destaque por vários clientes.

Mishiguene: Também em Palermo – já percebeu que é lá que você pode ficar se quiser aproveitar bastante da boa gastronomia local – é uma excelente opção ao Don Julio, mas com menu contemporâneo e que também tem opção de degustação em etapas.

La Carniceria: É um local pequeno de Palermo, mas especializado em carnes, com cortes da melhor qualidade e bonitas apresentações. Um ambiente íntimo de boa pedida para casais.

Ñino Gordo: Bem diferente dos demais até aqui, este Restaurante Michelin em Buenos Aires é de gastronomia asiática, e ambiente também, com muitas cores fortes e símbolos que remetem ao continente. Costuma ter espera, e está em Palermo Soho.

Fachada do El Preferido

El Preferido de Palermo: Como já está no nome sua localização, é um prédio com mais de 100 anos e muita história, bem perto do Don Julio e tem destaque para sua milanesas, sendo a de chorizo uma das mais elogiadas. Há várias opções de pratos e sobremesas que costumam agradar os clientes.

Fogón Asado: Com a chance de ver pratos preparados em sua frente no fogo, é uma experiência bacana e que também tem menu de etapas. Não apenas carnes e pratos, mas atendimento, drinks e vinhos são muito elogiados. Entre Palermo e Villa Crespo.

Bis Bistró: Moderninho e de ambiente aconchegante, gostoso para petiscar e provar algo gostoso com uma boa conversa. Esse está na Recoleta.

Agora você já pode escolher seu restaurante Michelin em Buenos Aires – ou alguns deles. Se quiser mais detalhes destas indicações e uma viagem desenhada por uma especialista totalmente personalizada com seus interesses na capital da Argentina e em tantos outros destinos do país, conversa comigo! Tenho certeza que vamos fazer não apenas da gastronomia, mas de toda a viagem, memorável!

taça de vinho e tábua de frios em mesa de bidega

O que fazer perto de Buenos Aires em 5 ideias!

Buenos Aires é uma capital cheia de possibilidades para todas as épocas do ano você – o que você já deve saber até por conta própria. Porém, já pensou em conhecer o que têm perto de Buenos Aires?

É uma pedida bem legal para quem já esteve outras vezes na Argentina e quer descobrir novos lugares, tem a oportunidade de passar mais tempo na região ou se interesse pelos passeios propostos que podem ser até mais atrativos que outros lugares do centro da cidade.

Sendo, assim esta travel designer fez uma curadoria com 5 ideias que acredito serem boas pedidas para conhecer perto de Buenos Aires. A lista é a seguinte:

1. Bio Parque Temaikén;
2. Cidade de Tigre;
3. Aldeia de Campanopolis;
4. Colonia del Sacramento no Uruguai;
5. Casa Gamboa Vinicola.

letreiro com escultura de dinossauro ao lado
Passeio super recomendado com Crianças: Temaikén!

1. Temaikén: Este é um bio parque que já recomendei para quem vai à Buenos Aires com crianças, e fica nas proximidades da capital – cerca de 40 minutos do centro da cidade). Ele é bem grande e tenha em mente que será um passeio para o dia todo. É possível ir de várias formas, inclusive por conta própria.

Aberto para visitação de todas as idades, ainda que existam animais no local, o parque possui uma proposta de preservação e educação ambiental, e não de exibição dos mesmos. Aliás, as crianças podem se tornar defensores da natureza após executar todas as tarefas locais que são propostas do App do parque. Baixe o aplicativo e faça seu cadastro antes de chegar no Temaikén porque você não perde tempo e já inicia a busca das atividades – o que vale ouro nas viagens com crianças.

Este também é o único zoológico credenciado pela AZA – Association of Zoos & Aquariums – no país. Existe um circuito para você realizar pelo parque onde você vai poder aprender mais sobre diversas espécies de animais, e sobre o bioma que aquele animal vive através de QRs codes disponibilizados nas várias áreas do circuito.

Há também parquinho e lazer, assim como lanchonetes para refeições.

Site para mais informações: temaiken.org.ar/bioparque

banco em calçadão em frente a rio com árvores ao fundo
A beira do Rio Tigre. Crédito da Imagem: Canva.

2. Cidade de Tigre: esta cidade próxima a Buenos Aires (aproximadamente 50min de carro) é onde está localizado o Delta del Tigre, que conta com mais de 350 rios e riachos.

Seu formato se da por conta das diversas ilhas que se formaram e que hoje modelam o estilo de vida das pessoas que vivem nessa região, que é bem peculiar, principalmente pelo fato de os rios serem “as ruas” da cidade, e seus habitantes vão e vem de um lado ao outro, e existem até comércios que funcionam em barcos pelo rio, e você pode ver um pouco mais sobre seu funcionamento no site oficial de Tigre.

Nessa cidade podemos destacar as seguintes atividades:

Passeio de barco pelo delta, que é interessante para quem quer ter uma visão de como realmente funciona a vida local. Recomendo olhar a previsão do tempo e fazer o passeio em um dia de sol para aproveitar melhor.

No verão, Tigre se transforma em um Balneário de férias dos argentinos, e muitas pessoas alugam casas nas ilhas para aproveitar suas águas, então nesta época tudo é mais movimentado.

Parque de la Costa: é um dos maiores parques de diversão da América Latina, e tem atrações bem tradicionais. Está localizado nas proximidades de Buenos Aires (50min desde o centro da cidade). Não é imperdível, mas pode ser interessante se mesclar o passeio com outros locais de Tigre.

O Parque trabalha com dias e horários marcados e trabalha por turnos, turno manhã de 9h às 16h e tarde de 12h às 19h30min. Site: www.parquedelacosta.com.ar/pdc

fachada de edifício histórico com coreto, corredor e casa com torre.
Fachada do Museu Arte Tigre. Crédito: Divulgação.

Museo de Arte Tigre: um museu que foi instalado em um edificio histórico, onde antes era um centro recreativo que incluía um cassino (antigo Tigre Club). A fachada é belíssima e abriga tanto peças que contam a história regional quanto obras de pintura e outras artes. Mais informações: mat.gob.ar/museo

Paseo Victoria: é um pequeno percurso as margens do rio no qual você pode caminhar e apreciar um pouco da paisagem natural local.

Ao longo do percurso você irá encontrar alguns museus, assim como bares e restaurantes. Sugiro uma caminhada tranquila para conhecer um pouco mais da cidade antes de retornarem para Buenos Aires, quem sabe no final do dia.

Dica extra: no percurso você vai encontrar a Heladeria Via Toscana que é deliciosa.

Puerto de Frutos: é um local muito importante para essa cidade, pois foi nele que a população da região começou a realizar o comércio entre o que era produzido nas ilhas e o que eles precisavam para suas casas.

Hoje o local é um importante mercado de produtos artesanais e de decoração para casas. Muitos porteños vão até tigre para comprar móveis e artigos de decoração para suas casas.

Ele está localizado a beira do rio e será o ponto de partida para quem desejar realizar um tour caminhando.

torres de castelo medieval
Uma Vila Medieval na Argentina: Sim ela existe. Crédito da imagem: Canva.

Campanopolis: Já imaginou que perto de Buenos Aires existe a réplica de uma Aldeia Medieval? Pois Campanopolis é exatamente isso, e está localizada a uma hora de carro da capital.

O local é uma réplica de uma aldeia ou vila medieval criada por Don Antonio Campana, que era um sonho de seu criador e construtor, de muitos detalhes e desafios. Há até quem diga que suas construções lembram os cenários e edifícios da clássica saga de Harry Potter (fãs de magia, tem inclusive visita guiada), mas a história real você pode consultar no site oficial de Campanopolis.

Uma dica minha: Além da visita, aproveite para fazer um piquenique nos gramados de Campanopolis, com um bom vinho com um alfajor com um delicioso dulce de leche tradicional argentino que com certeza será uma experiência memorável.

Portão de Entrada de centro histórico
Porton de Colonia.

Colonia del Sacramento: Esta é a vizinha uruguaia super charmosa que é Patrimônio Mundial da Unesco, em um dos lugares mais mais conhecidos para visitar perto de Buenos Aires.

Os turistas fazem uma travessia de barco que dura cerca de 2h para cruzar o Rio del Plata, e este processo inclui imigração (outro país, segue o protocolo) e pode ter até Duty Free a bordo para compras.

É possível fazer bate e volta no mesmo dia, porém também é delicioso passar mais tempo nas bucólicas ruas da cidade, e combinar a viagem com outra vizinha, Carmelo. Nós já fizemos isso e tem um post completo sobre nossa viagem aqui no blog – Turismo em Colonia del Sacramento e Carmelo: O que você precisa saber.

mesa com taças de vinho e barril ao lado com parreirais ao fundo
Vinícola Gamboa. Crédito: Divulgação.

Casa Gamboa: Amantes do mundo dos vinhos que talvez não possam ir até Mendoza podem aproveitar para conhecer esta opção de vinícola perto de Buenos Aires, e que tem um ambiente super agradável.

Ela está a uma hora e meia da cidade e possui visitas com degustação e almoço. Importante: Lembro que tudo deve ser reservado com antecedência. Confira os portais oficias da Bodega para seu agendamento:

Instagram (@bodegagamboa)

Bodega Gamboa

Qual programa perto de Buenos Aires foi seu favorito? Só escolher e aproveitar, dá pra fazer uma viagem inteira nos arredores, não é? E conte comigo se desejar fazer a sua através dos meus serviços de Viagem Sob Medida na Argentina: prometo que não vai se arrepender!

menina de costas olhando rio

O que fazer na Argentina: Ideias de viagens das clássicas ao fora do óbvio!

Quando pensamos o que fazer na Argentina a maioria das pessoas pensa ou na capital Buenos Aires, ou nos atrativos de neve da Patagônia.

É claro que estas são ótimas opções, mas este post vai não apenas em locais clássicos, mas além do óbvio, e mostrar que a Argentina é muito mais para você descobrir lugares incríveis.

E como sou especialista na Argentina através do meu trabalho de consultoria e roteiros personalizados, tenho o prazer de colocar aqui alguns destinos que valem muito conhecer, e muitos links de posts que já detalhei mais de cada um, bora conferir?

pai e filha em frente a mural de museu
Alice e seu pai na programação cultural de Buenos Aires.

Buenos Aires

Não tinha nem como pensar em deixar de fora dessa seleção de o que fazer na Argentina a capital do país. Buenos Aires é uma cidade muito rica em aspectos diversos, e na realidade, são muitas viagens possíveis dentro da mesma cidade.

Isso significa que os passeios clássicos em bairros e pontos turísticos como o Caminito, Puerto Madero, Teatro Colón, Casa Rosada e Plaza de Mayo, Recoleta, Palermo e mais são sempre boas pedidas, mas por outro lado, é possível ter muitos roteiros diferenciados em gastronomia (com o melhor das carnes, alfajores, vinhos, sorvetes e mais), cultura e até mesmo bem focados para diversão com as crianças.

Por isso, mesmo quem já foi mais de uma vez não fará uma mesma viagem, tanto pelas oportunidades de viajar com propostas diferentes, mas das próprias épocas e também aproveitando as mudanças que sempre surgem na cidade: Buenos Aires é uma pedida fácil e direta pra chegar de muitas cidades do Brasil, e sempre rende viagens incríveis.

Confira mais dicas no blog deste destino nos seguintes posts:

> Carnaval em Buenos Aires;
> Ano Novo em Buenos Aires;
> Um dia em Buenos Aires: Parada de cruzeiros ou stopover/conexões na cidade;
> Parques em Buenos Aires para crianças: 14 playgrounds incríveis;
> Buenos Aires com crianças: dicas o que fazer para uma viagem em família;
> Buenos Aires e arredores: Roteiro com Carmelo e Colônia del Sacramento no Uruguai;

Puerto Iguazu

A fronteira com Foz do Iguaçu é obrigatória para quem está na região, mas… ainda há muitos turistas que acabam fazendo a passagem apenas para conhecer o lado argentino das Cataratas – que obviamente mais do que merece ser visto.

Porém, Puerto Iguazu também tem excelentes hotéis e resorts para curtir, ótimas opções para comer algumas delícias da gastronomia argentina, e fazer passeios bacanas como o Marco das 3 fronteiras argentina, e o parque ecológico La Aripuca. Vale dar uma chance extra para a cidade!

Foto divertida de família deitada com fundo de neve e montanhas
Um resumo de nossa alegria de viver Bariloche!

Bariloche

O destino de neve mais amado dos brasileiros é maravilhoso mesmo! É claro que Bariloche é um dos lugares mais legais para curtir a neve, se arriscar no esqui, e se divertir muito, mas vai além das atrações nevadas, sendo um destino para ser sim visitado o ano todo.

Bariloche tem excelentes restaurantes, e paisagens de tirar o fôlego com lagos incríveis entre montanhas às vezes nevadas, as vezes mais vivas entre cores, e com outros passeios super bacanas – dá até pra curtir uma praia nos lagos (ainda que as água sejam um pouco geladas mesmo no verão). Seja como for, Bariloche é um destino completo, e dá pra aproveitar demais o ano todo.

Confira mais dicas no blog deste destino nos seguintes posts:

> Bariloche no verão: Dicas e lugares para aproveitar;
> Natal em Bariloche: Dicas para o fim de ano na cidade;
> Restaurante em Bariloche: 10 opções para sua viagem;
> O que fazer em Bariloche em família no inverno;

Vista de lago entre vegetação com neve
Um cartão postal em todas as épocas do ano!

Villa la Angostura

Villa la Angostura é um destino próximo de Bariloche e que super vale uma dobradinha. Há baías, cerros, bonitas paisagens naturais e muitas coisas bacanas para conhecer também

É também é em Villa la Angostura que se inicia a Ruta de los Siete Lagos, uma das rotas mais icônicas e lindas de conhecer.

Confira mais dicas no blog deste destino no seguinte post:

> Villa la Angostura: Dicas e Atrações;

Salta

Apesar de ser uma região muito linda com montanhas de muitas cores, salares e com paisagens de mais que surpreendentes, e ainda curtir um pouquinho da Ruta 40 e opções de enoturismo, e ainda ter a oportunidade de deslumbrar um pouco de turismo astronômico. Salta é isso é muito mais.

Conhecer o Sitio Arqueológico Quilmes, Vulcões de El Peñon e montanhas incríveis são algumas experiências possíveis. O melhor é que há voos diretos em alguns períodos do ano de São Paulo, como até setembro, ou via Buenos Aires nos demais meses.

mesa cpm prato de carne e legumes e duas taças de vinho ao ar livre e montanhas ao fundo.
Vinhos e delícias na paisagem de Mendoza, é muito bom!

Mendoza

O destino perfeito de enoturismo é um dos lugares obrigatórios na lista dos fãs deste tipo de viagem de o que fazer na Argentina.

Mendoza é deliciosa em todos os sentidos: para degustar e conhecer muitos vinhos e suas histórias, para relaxar e aproveitar para curtir as paisagens com calma e tranquilidade. E pra quem ainda quiser mesclar com um pouco de natureza, está aos pés do gigante Aconcágua.

As vinícolas são várias e cada uma no seu estilo, e você pode escolher o seu perfil (ou posso te ajudar também), e inclusive vale viajar com toda a família, fizemos ótimos programas com a Alice também.

Confira mais dicas no blog deste destino nos seguintes posts:

> Vindima em Mendoza;
> O que fazer em Mendoza com crianças;

El Calafate

Como não considerar um dos cartões postais mais incríveis da Argentina? O Glaciar Perito Moreno é um local incrível e está em El Calafate, com opções bem bacanas de trekkings, e também há muitos outros passeios de locais históricos e icônicos.

El Calafate combina super com uma vizinha chilena, Torres del Paine, um parque nacional repleto de lagunas, trilhas, mirantes e circuitos com belezas únicas, uma ótima viagem com lugares que parecem surreais.

Confira mais dicas no blog deste destino no seguinte post:

> El Calafate e Torres del Paine: Guia prático para Montar a Sua Viagem;

Ushuaia

O fim do mundo só podia ser demais, não é? E ele não apenas um ponto importante e interessante no mapa: ele é belíssimo e com paisagens muito bacanas.

Ir ao Ushuaia é navegar pelo Canal Beagle e conhecer as belezas locais, ver inúmeros pinguins e outros animais marinhos, ter vivências em áreas de neve e natureza, e ainda dar uma volta no trem do fim do mundo, um dos mais famosos existentes atualmente.

Ushuaia é sempre uma pedida interessante de se combinar com mais locais da Patagônia Argentina, e vale sim fazer junto com El Calafate ou Bariloche.

lago de tonalidades turquesas com montanha ao fundo
O lindo lago de Villa Traful.

Villa Traful

Quer descobrir o que fazer na Argentina por uma perspectiva diferente? Pois inclua a simpática Villa Traful em sua wish list.

Este é um vilarejo bem pequeno em tamanho, mas imenso em beleza. As águas cristalinas e azuis claras são um show a parte, e é uma delícia se hospedar na beira do lago, curtir vistas e mirantes, e ainda ter a oportunidade de conhecer um bosque submergido, algo único no mundo!

Confira mais dicas no blog deste destino no seguinte post:

> Villa Traful: Destino icônico para conhecer na Argentina;

El Chaltén

O último destino das minhas indicações de momento é El Chaltén. Mais um destino lindo de montanhas nevadas, geleiras e trekkings de tirar o fôlego, que pode ser combinado com outros locais da Patagônia.

El Chaltén tem a icônica montanha Fitz Roy, assim como a belíssima geleira Vespgnani, e claro, uma série de lagos, paisagens e locais incríveis para descobrir também!

Quais destinos da Argentina te chamaram mais a atenção? E escolhendo aqueles que serão parte de sua próxima viagem, não deixe de ler também dicas importantes para viajar ao país, como meu post sobre os tipos de câmbio (oficial, blue e tarjeta), e não esquece de forma alguma de providenciar o Seguro Viagem antes de embarcar, inclusive atenção para escolher um seguro correto no caso da prática de esportes de neve.

Partiu Argentina? E acompanhe mais das nossas aventuras no país nas redes do Destinos de Alice e do Mari Queiroz Viagem que tem muita dica boa sempre por lá!

multidão em festa de rua do centro de buenos aires

Carnaval em Buenos Aires: Vale passar o feriado na cidade?

Sabia que tem sim Carnaval em Buenos Aires? É claro que evento lá é diferente do que nossa versão brasileira, mas na verdade o Carnaval não tem força apenas no Brasil, mas em várias cidades argentinas e do mundo.

Vários países realizam festas e comemorações (como o famoso Carnaval de Veneza na Itália), e na América do Sul o Uruguai também é um país que faz muitas celebrações.

A Argentina celebra de maneira bem festiva em algumas cidades do interior, como Corrientes e Gualeguaychú, mas, o Carnaval em Buenos Aires também é comemorado com festividades que, apesar de não ser a maior festa do país, ao longo dos últimos anos a celebração ganhou mais força na capital, com muitas cores, fantasias, bandeirinhas (uma decoração bem tradicional), murgas – estilo musical local – e muito mais.

Plaza de Mayo do centro de Buenos Aires
Centro e a Plaza de Mayo no Carnaval de Buenos Aires!

E seja nas festas, ou não, ainda assim é um feriado na época do verão possível de ser bem aproveitado, inclusive por vários cruzeiros fazerem parada nesta data na cidade, e por isso também vale a viagem mesmo se você é do time que prefere sossego, porque os principais locais turísticos seguem funcionando, mas alguns com horários especiais – afinal também é feriado na cidade.

Como surgiu e se estabeleceu o Carnaval em Buenos Aires?

O Carnaval em Buenos Aires – ou Carnaval Porteño – já acontece há centenas de anos, a partir da relação do catolicismo com a festa, já que o significado da palavra carnaval vem de palavras “carnis-levale”, do latim, que significa retirar a carne, marcando o início da quaresma, um período importante de abstenção do alimento da Igreja Católica, seguida a partir dos imigrantes que vieram ao país.

As festividades então cresceram ao longo de muitas décadas, mas isso não impediu que, devido aos exageros, costumes e o “tudo pode” no carnaval, que alguns governantes impuseram restrições, como o administrador colonial Virrey Vertiz que entre 1770 e 1784 castigava com chibatadas e prisão aqueles que usavam tambores de origens africanas; e Juan Manuel de Rosas, governador da província de Buenos Aires no período entre 1829 e 1852, que proibiu as festas de carnaval. Para quem se interessar, há um pouco mais da história carnavalesca local no Portal de Turismo de Buenos Aires

Por um bom tempo, após os fatos históricos, o Carnaval em Buenos Aires foi pouco celebrado, mas os tempos mais recentes retomaram a tradição, e assim a celebração voltou a ter mais força na cidade com tradições que são similiares as brasileiras, como os corsos – desfiles de carnaval com carros alegóricos; os gêneros musicais com percursão murga e candombe; e os comparsas, que são artistas do carnaval porteño, entre bailarinos, músicos e personagens que tocam e desfilam pelas ruas e bailes.

Onde aproveitar o Carnaval em Buenos Aires?

Se considerar o evento em si, o principal do Carnaval em Buenos Aires geralmente acontece no Centro, na Av. de Mayo, entre as ruas Bolívar e Carlos Pellegrini, com um palco montado em frente a Plaza de Mayo, que do outro lado está a Casa Rosada.

A rua fica bloqueada para carros, e os pedestres e visitantes em geral verão uma rua enfeitada com bandeirinhas, e estrutura com palco para diversas apresentações e desfiles que acontecem ao longo de vários dias, inclusive com programação para famílias.

multidão em festa de rua do centro de buenos aires
O Centro de Buenos Aires é palco para a festa do Carnaval!

Ainda que exista bastante animação com shows, DJ, barraquinhas de comidas (2023 até tinha água gratuita em copinhos) e momentos de chuva de espuma, a tradição também é o forte com desfile de fantasias, e as tradicionais murgas, que não são bloquinhos, mas um tipo de grupo que representa mais o que se faz na Europa, com instrumentos musicais mais antigos e com um pouco mais de tranquilidade.

As murgas passam por mais lugares além do centro, e podem ser apreciadas em mais alguns bairros e localidades. San Telmo e Puerto Madero por exemplo são locais turísticos que também costumam ter murgas.

Definitivamente é um carnaval diferente, um pouco mais sossegado, mas não menos interessante, e descobrir mais desta cultura é boa pedida com certeza no feriado! Além de praticamente toda a programação ser gratuita com os diversos eventos nos bairros e ruas.

O que fazer além das Festas?

É claro que há muito o que fazer em Buenos Aires além dos festejos. Mesmo no dia oficial do feriado, ainda que comércios e alguns locais estejam fechados, restaurantes e os principais pontos turísticos seguem abertos, além de praças e parquinhos para curtir um piquenique nas diversas áreas verdes e gostosas da cidade.

Por isso, não deixe de viajar no Carnaval para Buenos Aires se você tem vontade para curtir atrações clássicas – como um Show de Tango, um passeio no Caminito, visitar museus – ou para algo bem com a sua cara, seja um roteiro gastronômico completíssimo, cultural ou kids friendly, todas as possibilidades são reais nesta época, e eu posso ajudar com meus serviços de Viagens Sob Medida, com a Argentina como minha especialidade.

Partiu aproveitar o Carnaval em Buenos Aires? E não deixe de acompanhar mais dicas da Argentina e região nas redes do Destinos de Alice e do Mari Queiroz Viagem que você vai gostar!

duas taças com velas comemorativas de ano novo

Ano Novo em Buenos Aires: Dicas e lugares para celebrar!

Celebrar o ano novo em Buenos Aires é diferente do Brasil, mas ainda pode ser uma opção diferente de celebrar com as opções deste post!

Vale a pena passar o Ano Novo em Buenos Aires?

Assim como o Natal em Bariloche não é tão grande quanto um Natal Luz de Gramado que é tão celebrado no Sul brasileiro (mesmo tendo o apelo de ser um destino de frio e neve).

O Ano Novo em Buenos Aires não é tão festivo como os grandes eventos que existem no Brasil, se pensarmos nas enormes queimas de fogos como temos no Rio de Janeiro em Copabana, ou em outros destinos principalmente do litoral brasileiro.

duas taças com velas comemorativas de ano novo
Em Buenos Aires dá pra celebrar de forma tranquila, ou escolher sua festa! Crédito: Canva

Ainda assim possui algumas celebrações interessantes principalmente para quem gosta de festas privadas, e também pode ser um destino bom para quem quer um pouco mais de sossego comparado a praias lotadas, como quem quer curtir Buenos Aires com crianças ou apenas prefere um tempo mais tranquilo para curtir o dia passeando, e a noite passar a virada com uma tábua de frios e um vinho em um hotel menos central e mais distante dos eventos.

Neste caso, é planejar a viagem (sem esquecer detalhes como entender o Câmbio, ou contratar seu Seguro Viagem, entre outros); e não esquece que estou aqui te ajudar em detalhes e criar memórias inesquecíveis na minha especialidade: Roteiros personalizados na Argentina!

Onde celebrar o Ano Novo em Buenos Aires?

Para quem deseja curtir o lado festivo da data, no Ano Novo em Buenos Aires existem sim queimas de fogos, mas em uma proporção menor.

A principal queima de fogos acontece em Puerto Madero. Geralmente, os turistas vão para a região de Puerto Madero e passam a virada lá jantando em um dos vários restaurantes da região, e já acham seu lugar em uma das docas para assistir e celebrar a virada. É bacana, já que normalmente é uma região que fica linda a noite!

Puerto Madero possui vários restaurantes de estilos de diversos, além das tradicionais parrilas argentinas, e vale considerar uma opção de seu gosto e reservar para a virada.

Além disso, nesta mesma região de Puerto Madero, as pessoas podem optar por festas fechadas de alguns estabelecimentos bem conhecidos da cidade. como hotéis, restaurantes e bares. Alguns rooftops e bares (também chamados de “boliches”) que fazem festas não permitem crianças, mas aqui considerei alternativas que não fazem esta restrição.

As festas são completíssimas tanto na gastronomia quanto no entretenimento e os valores costumam ser altos, mas pode ser de seu interesse. Sendo assim, algumas das principais opções são:

Puerto Madeiro a noite com suas luzes, e beleza! Crédito: Canva

Madero Tango – Talvez a opção mais interessante que mistura um pouco de Argentina e Brasil, já que é uma noite já está com a divulgação da Fiesta de Blanco (ou seja, vale usar o tradicional branco que tanto se usa no Brasil) com shows de tango e jantar.

A festa inclui jantar completo com entrada, prato principal e sobremesa – inclusive com menu kids – além de champanhe a vontade, bebidas com e sem álcool, orquestra e show com DJ’s e dançarinos ao longo de toda a noite, cassino, café da manhã, traslados de hotéis, e tudo com a vista de Puerto Madero e show de fogos. Neste link você conferir mais informações.

Hotel Faena: O tradicional Hotel contará com grande celebração e apresentação do Rojo Tango (com músicos, cantores e bailarinos) iniciando às 20h até as 3h00 da manhã, também com jantar completo e transporte de Palermo e da Recoleta / San Telmo.

Vale acompanhar e conhecer nas redes sociais para conferir as atualizações – Instagram Faena Hotel.

Sheraton Buenos Aires: Uma excelente opção de estadia para quem está com crianças, já que o hotel possui espaços, suporte e monitoria para quem viaja com as crianças, e no Ano Novo em Buenos Aires fica mais fácil de aproveitar as celebrações.

O hotel costuma realizar jantar em seu restaurante estilo italiano com show ao vivo, além de estar bem perto da visão da queima em Puerto Madero. Confira mais informações: Festive Season in Buenos Aires, Argentina | Sheraton

Além dos restaurantes e hotéis de luxo em Puerto Madero, uma opção interessante, e até econômica, é show de pirotecnia e fogos que costuma acontecer no Planetário. Ele está próximo do Jardín Japonês e do bairro de Palermo, e vale se informar e considerar!

O que fazer além da virada?

O Ano Novo em Buenos Aires pode ser apenas de passagem (seja pra voltar pra casa ou pra se encaminhar para outro destino na Argentina), ou uma viagem completa ao destino e seus diversos espaços culturais, parques e gastronomia.

No primeiro caso, mesmo que seja apenas por pouco tempo, você pode aproveitar bem 1 dia em Buenos Aires, ou usar a capital argentina como parada para outros destinos, como uma dobradinha com Colônia del Sacramento e Carmelo, Uruguai; ou de uma grande destino no país, como El Calafate e Torres del Paine.

Seja qual for sua ideia, posso te ajudar com sua Viagem Sob Medida. Converse comigo, e bora conhecer a Argentina de uma forma única e inesquecível!

fachada da casa rosada em buenos aires

Um dia em Buenos Aires: Parada de Cruzeiros ou Conexões / Stopover na cidade!

Há muitos viajantes que acabam tendo apenas um dia em Buenos Aires por motivos diversos: uma parada de cruzeiro, ou uma oportunidade rápida de conhecer e dar um giro na cidade por uma conexão mais longa e mesmo um stopover.

Sendo assim, a ideia deste post é fazer seu curto tempo na cidade render e ser bem aproveitado, tanto para aqueles que chegam pela primeira vez com dicas clássicas, quanto para aqueles que desejam aproveitar locais diferentes ou relembrar uma viagem anterior na capital argentina.

Claro que se você desejar algo mais específico de detalhado, com sugestões de restaurantes e indicações precisas, minhas opções de consultoria e viagem sob medida podem ser o ideal para você aproveitar ainda mais o destino. Bora lá?

Informações importantes

Antes de dar dicas de roteiros ou ideias de o que fazer em um dia em Buenos Aires, alguns pontos são bem importantes de serem considerados:

> Se o seu caso é uma parada entre voos, a primeira coisa é analisar qual é o aeroporto que você estará. Se for o aeroporto de Ezeiza (EZE), você precisa ter pelo menos umas 10 horas de conexão ou mais na cidade, já que, além dos trâmites de desembarque e novo embarque posteriormente, ele fica a no mínimo 1h do centro, e pode ser até mais de acordo com o trânsito, além do custo de deslocamento.

Já se o seu voo chegar pelo Aeroparque (AEP) é mais fácil, porque ele está bem pertinho da área central, e em 15-20 minutos você já pode chegar em vários locais bacanas. Mas, calcule também seu tempo para não se atrasar, e chegue pelo menos 2h antes no aeroporto se for uma conexão dentro da Argentina (como para Mendoza ou Bariloche) ou até pouco mais se for para outro país, como para o Chile.

> Se você chegar com um Navio, pode ficar tranquilo(a) que o Terminal de Cruzeiros também está pertinho do centro, inclusive pouco antes do Aeroparque. Porém, se programe para acordar cedo e descer logo nas primeiras horas, até porque existe uma logística para desembarcar – e não deixe que um dia em Buenos Aires acabe virando meio!

Fachada do Shopping Galerías Pacífico
O clássico shopping Galerias Pacífico está bem no início do centro, e tem fácil acesso a partir do Porto e mesmo do Aeroparque.

Como o terminal tem muito mais navios de carga do que de passageiros, e não é permitido que turistas circulem nestas áreas pelo porto. O procedimento de descida é aguardar um ônibus que leva e trás os passageiros até o terminal, onde há algumas lojas (e sempre tem agências oferecendo passeios também), e a saída para a cidade. Não é demorado, porém tem seu tempo.

Dali há quem vá até caminhando para o centro, mas também é viável pegar transporte por aplicativo e táxis, lembrando que quem desejar o App recomendo usar o Cabify que é legalizado na cidade. O Uber existe, mas não é regulamentado localmente.

Um dia em Buenos Aires – Roteiro Clássico

Se você nunca esteve em Buenos Aires, a ideia é você conhecer o que é mais clássico e icônico da cidade. Por isso, a proposta deste roteiro é começar cedinho para te dar a oportunidade de conhecer duas regiões da cidade que são bem famosas, e com tempo de voltar para seu novo embarque.

Caso você prefira fazer tudo com mais calma e tranquilidade, vá direto para a parte 2 do roteiro que já será bacana também, sendo aqui considerando um roteiro com manhã e tarde.

Parte 1 (manhã): La Boca

Siga direto para a região de La Boca para começar o passeio com uma dose de futebol e visitar a Bombonera, o estádio do Boca Juniors.

Mesmo quem não é fã de futebol pode aproveitar bem a visita, já que há um museu que conta não apenas a história do time, mas a história desta região. Há opções diversas de tours e você pode escolher sua favorita de acordo com seu tempo.

O icônico Caminito é um clássico da cidade que vale muito conhecer

Então será hora de passear pelo icônico Caminito que está a poucas quadras do estádio. Você pode ir andando, desde que com cuidado e por caminhos mais movimentados, para evitar problemas com furtos. Siga pelo acesso principal que há mais comércios e movimento que não será um problema.

Ali é um ponto histórico onde estão os “conventillos” (cortiços) coloridos e que se tornaram turísticos e muito charmosos. Eles surgiram quando as famílias originais desta região fugiram devido a uma epidemia de tifo, e alugaram suas residências para os imigrantes que estavam chegando no porto.

Esta região teve seus altos e baixos e chegou a ser um local quase abandonado. Porém, felizmente houve uma mobilização e restauro, e se tornou um polo turístico com a presença de artistas, restaurantes e lojas para já garantir sua lembrança. Curta e tire muitas fotos, e ali já pode ser uma opção de almoço em um dos restaurantes de La Boca.

Parte 2: Do centro à Puerto Madero

Agora é o momento de bater perna pelo centro para passear e ver alguns dos lugares mais conhecidos da cidade.

Seja via transporte por aplicativo ou sua melhor opção, você pode seguir direto ao Teatro Colón. Este espaço cultural é grande e lindíssimo e você pode ao menos conhecê-lo por fora. Há visitas guiadas, mas salvo se realmente você fique até a noite na cidade, você conhecerá seu exterior, e seguirá 3 quadras pela Av. 9 de julio, a mais larga do mundo até o Obelisco, onde está o letreiro B. A. e vai garantir a foto!

Dali você pode descer cerca de 5 quadras pela movimentada Av. Corrientes até a Rua Florida. Na verdade tem várias opções ruas para passear ali com lojas e galerias e inclusive apenas para pedestres e você até pode mudar, mas por ser bem conhecida é uma opção bem fácil para se localizar para chegar na Florida.

Esta Rua ficou famosa por sua antigas bancas de flores… hoje não tem o mesmo charme, mas ainda é bem conhecida e tem muitos comércios e lojas para turistas. Para provar produtos de marcas bem locais e corriqueiras, você pode comprar alfajores e doces em uma das várias lojas 25h espalhadas nela.

Se quiser não sair da rota, você irá para a direita, mas vale voltar um pouquinho indo à esquerda para conhecer mais da Rua e o Shopping Galerias Pacífico, umas 4 quadras a esquerda e seu belíssimo teto com afrescos e inclusive dá pra beliscar algo se bater a fome.

fachada da casa rosada em buenos aires
A sede do governo argentino não fica de fora desta parada de um dia em Buenos Aires!

Retorne andando um pouco mais, passe a Av. Corrientes e siga mais algumas quadras até você ver uma Avenida larga onde então você já verá o início da Plaza de Mayo, onde você vai descer cerca de 2 quadras. Ali é possível visitar a Catedral Metropolitana e conhecer a Fachada da Casa Rosada, a famosa sede do governo argentino.

Por fim, você pode descer pela lateral esquerda (olhando de frente) da Casa Rosada e passar pelo Centro Cultural Kirchner – que fica para uma próxima e é um dos lugares que indico do meu roteiro com crianças – e mais uns minutinhos você chegará em Puerto Madero, em uma área central dele.

Puerto Madero é uma região muito legal de antigas docas de Porto que se transformou em um centro gastronômico e delicioso para passear. Ali tem opções diversas desde sorvetes e lanches até restaurantes mais sofisticados ou cafés.

Ali ainda é possível conhecer a Fragata Sarmiento, um antigo barco que é possível ver seu interior como um museu geralmente no período da tarde, ou e a Puente de la Mujer, que atravessa a doca e é um ponto clássico da região.

Você fecha ali com chave de ouro para retornar ao aeroporto ou ao navio se o seu dia acabar. Para quem ainda tem a noite, a dica é assistir um show de tango – tem por ali mesmo – porém é necessário conferir horários, até porque muitos começam bem mais tarde.

Um dia em Buenos Aires – Opção Alternativa

Se você já conhece estes lugares e quer explorar algo diferente, uma boa opção é curtir a região de Palermo! Este é um dos bairros mais gostosos com muitas opções gastronômicas e seus deliciosos bosques e ruas para passear.

Mulher sentada em banco com lago e portal japonês ao fundo.
O Jardín Japonês é um dos lugares que dá pra visitar em um roteiro nos arredores de Palermo!

Aqui vale pegar um mapinha para escolher pontos favoritos de interesse dos viajantes para montar um roteirinho (posso ajudar com minha consultoria também).

Tem vários parquinhos públicos maravilhosos para as crianças, o Distrito Arcos Outlet super charmoso e para quem desejar fazer compras, e ótimos restaurantes e opções gastronômicas ao redor da Plaza Inmigrante de Armenia seja para doces locais ou para uma Parrilla caprichada.

Em Palermo e arredores você ainda pode visitar alguns lugares bacanas como:

> El Rosedal;

> Eco parque;

> Jardin Japones + Plaza Alemania;

> Centro Cultural de la Ciencia;

Agora ficou fácil de aproveitar… qual foi mais a sua cara? Seja como for o importante é planejar com cuidado para ter um dia super bem aproveitado na capital argentina e aproveitar ao máximo.

E precisando, conte comigo! Seja como for, com planejamento vai ser sucesso, só vai ficar com um gostinho de quero mais para uma próxima oportunidade para voltar com calma!

Playground infantil com piso emborrachado em praça

Parques em Buenos Aires para crianças: 14 playgrounds incríveis!

Que existem Parques em Buenos Aires deliciosos para um passeio a maioria das famílias já sabe. Porém, o que muita gente ainda não sabe é que os playgrounds infantis destes parques são simplesmente incríveis, o que faz uma viagem à Buenos Aires com crianças ainda melhor e mais interessante!

Cada um destes parquinhos possui uma temática diferente, e boa parte deles renovado – além de todos que visitamos passarem no teste de diversão da Alice. Eu garanto que, se você quiser passar o dia explorando cada um deles, você consegue até realizar um roteiro bem divertido e gratuito só de lugares para brincar, já que todos estão em áreas públicas.

Além disso, a maioria dos parquinhos estão próximos de outros atrativos e pontos turísticos interessantes, e dá pra montar muitos roteiros pensando nisso. Lembrando que posso montar sua Viagem Sob Medida e escolher as opções mais legais de acordo com os interesses, localizações e perfil da sua família como especialista na Argentina!

Aqui então vai uma listinha de 14 parques em Buenos Aires com playgrounds incríveis na cidade – e você também pode consultar um mapinha que montei apenas com estas indicações neste link:

Playground infantil com piso emborrachado em praça
Parque infantil na Plaza Alemanha: pertinho do Jardim Japonês e ótimo pra fazer tudo no mesmo dia!

1. Plaza Alemanha
Bairro: Palermo
Localizada bem perto do Jardim Japonês a praça foi reformada e está muito bem cuidada. Possui como tema refúgio no bosque, o que combina muito bem com a praça ao redor que é toda arborizada. Vale combinar com uma ida ao Jardim Japonês.

2. Plaza República Árabe de Egipto
Bairro: Palermo
Conhecida como praça do foguete é o mais novo parquinho de Palermo e fica em frente ao Planetário, uma ótima pedida para fazer uma casada. Nessa praça as crianças vão aprender brincando. Inspirada no sistema solar, você vai encontrar nesse parquinho cartazes com informações e QR Code que foram feitos pelos profissionais do Planetário;

Parquinho com elementos das ciência e muito divertido.

3. Parque de las Ciencias
Bairro: Palermo
Localizado atras do Centro Cultural de las Ciencias, esse parque em Buenos Aires é muito educativo e as crianças aprendem física, matemática, biologia molecular e química através dos brinquedos do parquinho, pois todos os jogos convidam as crianças a aprenderem algo da temática.

Há dois parquinhos: o que está exatamente atrás Centro Cultural de las Ciencias – que possui entrada gratuita (recomendo combinar a visita) que está um pouco mais antigo; e o outro playground que basta atravessar a rua para brincar – que é o da foto e está mais novo.

Estão abertos de 9h até as 19h todos os dias e na rua do outro lado está o Distrito Arcos Premium Outlet, um shopping a céu aberto com boa variedade de marcas e lojas que vale conhecer, mesmo que seja apenas para um sorvete!

Playground infantil com piso emborrachado em praça
No coração do badalado Palermo tem um parquinho super gostoso também!

4. Plaza Inmigrantes de Armenia
Bairro: Palermo
Localizado no coração de Palermo, essa praça possui dois espaços grandes de parquinhos e é uma ótima pedida para o horário pré almoço ou lanche da tarde pois nas proximidades da praça você encontra restaurantes e cafés, além de feirinha de rua em alguns dias da semana.

A região possui uma diversidade gastronômica muito grande e inclusive está a poucas quadras do concorrido restaurante Don Julio (se desejar precisa reservar com meses de antecedência), e de outras marcas conhecidas, como os chocolates e alfajores da marca Rapa Nui da Patagônia.

Eu particularmente recomendo o Mercado Soho. Não deixe de provar o choripan de La Choripaneria.

Playground infantil com piso emborrachado em praça
Não só lindo, mas também inclusivo: este o parquinho da Plaza Mafalda

5. Plaza Mafalda
Bairro: Palermo
Localizada próximo ao Mercado de Pulgas (se você adora antiguidades, vale a visita) é um dos parques em Buenos Aires mais inclusivos da cidade.

A praça foi a primeira da cidade projetada para incluir as crianças do espectro autista. É uma praça muito colorida e com itens da temática da icônica personagem argentina Mafalda, e está em excelente estado de conservação.

6. Plaza Alberti
Bairro: Belgrano
Essa praça fica um pouco mais afastado do que são os pontos clássicos de Buenos Aires, mas se você está em Palermo ou vai conhecer o Bairro Chino vale uma passada nela. Com piso todo colorido e muitas brincadeiras para as crianças a praça encanta os pequenos. Além disso, está super nova, pois foi reformada final de 2022.

7. Plaza Rubén Dario
Bairro: Recoleta
Localizado em Recoleta, a praça está a poucos metros do Museo Nacional de Bellas Artes e da Floralis Generica – mais uma excelente combinação de parques em Buenos Aires com demais atrações para uma tarde divertida. A praça foi toda reformada no final de 2022 e conta com um castelo com torres e escorrega.

Um programa bem interessante é ir primeiro com a família na Plaza, e depois relaxar e repor as energias em um piquenique com vista para a Floralis Generica em um cantinho que desejar do gramado.

Playground infantil com piso emborrachado em praça com escultura de robô
Um dos parquinhos temáticos mais legais da cidade é este da Plaza Mujica Lainez

8. Plaza Mujica Lainez
Bairro: Recoleta
Localizado em Recoleta, ao lado do Recoleta Mall e do Cemitério de Recoleta. A conhecida praça do robô é linda e com muitos brinquedos. Toda cercada garante maior segurança para os pequenos.

Uma excelente pedida é combinar com o Museo Prohibido no Tocar – outro lugar bem pensado para os pequenos que mencionei no post de Buenos Aires com crianças – e finalizar com uma passadinha na loja de chocolate da Mamuschka, que fica dentro do Recoleta Mall.

9. Plaza Vicente Lopez y Planes
Bairro: Recoleta
Localizada em Recoleta, está a poucas quadras da livraria El Ateneo Grand Splendid – a belíssima livraria adaptada em um antigo teatro e eleita uma das livrarias mais bonitas do mundo e tem entrada gratuita.

Vale combinar com a praça e ter uma tarde bem divertida, que pode ser finalizada com um delicioso sorvete ou chocolate em mais uma unidade da Rapanui que está ao lado da praça.

Playground infantil com piso emborrachado em praça
Já cansou? Se ainda não, aí está mais um parquinho delicioso!

10. Plaza General San Martin
Bairro: Retiro
Localizada no bairro de Retiro, esse parquinho está na praça que homenageia o General San Martin e a poucos metros da Torre monumental e da famosa Calle Florida.

Pode ser uma boa opção para um momento mais tranquilo após um dia andando e conhecendo a região. Possui uma loja da Rapanui ao lado e pode ser uma boa pedida para finalizar com um sorvete ou Chocolate (como você já percebeu, é uma rede bem conhecida na argentina em vários lugares para provar suas delícias).

11. Plaza Haroldo Conti
Bairro: Puerto Madero
Localizada no bairro de Puerto Madero, esse parquinho está novinho e possui um trem e um ônibus para as crianças se divertirem. Além de um circuito para aprender a andar em bicicleta e patinete. Ideal para aproveitar o fim de tarde após conhecer o Costanera Sur.

Playground infantil com piso emborrachado em praça com barco
Mais uma opção temática: O parquinho do barco pirata no Parque Raquel Forner.

12. Parque Raquel Forner
Bairro: Puerto Madero
Localizado em Puerto Madero é uma ótima opção para o fim de tarde, também conhecida como praça do Barco Pirata.

O local é diversão garantida para as crianças. Fica envolto a uma área verde e possui muito brinquedos. Ideal para combinar com uma voltinha em Puerto Madero e finalizar com um jantar na região. Há restaurantes de vários tipos de gastronomia, sejam lanches, carnes, típicas de outros países, entre outros das 4 docas da região.

13. Plaza Lavalle
Bairro: San Nicolás
Localizado na zona de tribunais, no bairro de San Nicolás, está muito próximo ao Obelisco e ao teatro Colón – quase que uma para obrigatória quando estiver fazendo um tour na região, já que são atrativos clássicos da cidade, sendo possível também realizar a visita guiada no teatro (que é realmente belíssimo – possivelmente o mais bonita da América Latina).

Recomendo finalizar o dia na praça e depois provar uma clássica pizza argentina na El Cuartito.

14. Dica extra para quem vai no Verão: Parque de Los Niños (general Paz y Av. Cantilo):
Fica um pouco mais afastado, mas no verão vira uma verdadeira praia divertida para as crianças.

A beira do rio e com atividades para todas as idades a praça é um atrativo especial no período de verão. Os menores podem brincar com água, em infláveis e fazer pinturas em áreas especificas para isso. Além é claro de muito espaço para praticas de esportes.

Agora é com você: qual destes parques em Buenos Aires para crianças você quer conhecer? Na dúvida, também conversa comigo que te ajudo de maneira personalizada nisso e em toda sua viagem à capital e outros destinos da Argentina. Me chame para conhecer minha proposta de Viagem Sob Medida e tenho certeza que sua família vai amar!

parquinho em formato de barco

Buenos Aires com Crianças: Dicas e o que fazer para uma viagem em família

Viajar para Buenos Aires com crianças é uma excelente pedida, já que, apesar de não se falar tanto das atrações para os pequenos, a cidade é recheada de coisas boas para fazer com eles, e programas que vão agradar a todos!

Antes de começar, é importante lembrar que para ir à Argentina é obrigatório ter passaporte válido ou RG com a foto atualizada, bom estado de conservação e a emissão deve ser inferior a 10 anos. Falando de crianças, não é permitida a entrada com certidão de nascimento e nem com outros documentos de identificação que não o RG Brasileiro. Visto não é necessário para Turismo.

Por que vale a pena ir para Buenos Aires com crianças?

Alguns motivos são:

> Existe facilidade para ir à Buenos Aires saindo do Brasil, com voos diretos de diversas capitais como São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Porto Alegre – o que facilita bastante para viajar com a família; além de ser possível de combinar facilimente com outros destinos, inclusive Bariloche.

> Buenos Aires tem boa gastronomia para todos os paladares, com opções tanto saudáveis e saborosas – com destaques para as carnes e empanadas – e também para doces que nas férias dá pra apreciar e saborear muito bem, em especial os alfajores, sorvetes e doce de leite!

pai e filha vendo painel lúdico
Alice se divertindo no Museo Prohinido no Tocar no Centro Cultural Recoleta, uma das várias experiências de espaços lúdicos para as crianças

> A cidade não é apenas bonita e com várias áreas verdes para passear e brincar, mas também está repleta de novos parquinhos espaços culturais – a maioria gratuito. Na continuação vou falar um pouco mais de cada um deles.

E além dos motivos familiares, há outras vantagens como o câmbio favorável e o programas de incentivo de conversão de moeda aos turistas, certa facilidade de idioma – mais fácil para quem não fala inglês – e mais.

Zonas e Onde se hospedar com a família?

Para escolher onde ficar hospedado na cidae, é interessantes saber que podemos dizer que dá pra dividir Buenos Aires em 4 zonas – e cada uma com suas particularidades e lugares para conhecer.

Assim vocês podem ver o que mais interessa sua família em cada uma e não apenas se hospedar onde fica mais de seus gosto, mas passear e conhecer parte de cada zona em cada dia. Elas são:

Zona 01: Centro e Puerto Madero
Zona 02: San Telmo e La Boca
Zona 03: Retiro e Recoleta
Zona 04: Palermo

Falando das regiões, eu acho Palermo um excelente local para hospedagem em Buenos Aires com crianças, principalmente se vai ficar em Airbnb – tem vários excelentes na região. Só precisa ter cuidado a noite porque também é um bairro badalado com vários bares, restaurantes e movimento. Se você não gosta e se incomoda com barulho, recomendo que fiquem mais próximos a região dos bosques de Palermo que é mais tranquilo.

O centro também é muito bom pois está perto dos principais atrativos turísticos que você pode tranquilamente ir andando, mesmo com os pequenos.

Ainda vale destacar que uma hospedagem próxima ao metrô já facilita muito a vida da família, pois o metrô leva a praticamente todas as zonas da cidade e funciona muito bem.

Listo aqui algumas opções de Hotéis em cada Zona que mencionei:

Ibis Obelisco. Crédito: Divulgação

Zona 01 (Centro e Puerto Madero)

> Hilton Puerto Madero: Excelente opção de alto padrão próxima de restaurantes e das principais atrações clássicas da cidade, como a Casa Rosada, e próximo do bairro de San Telmo

> Ibis Obelisco e NH 9 de Julio: Opções de melhor custo benefício mais acima, do centro para o Obelisco.

Zona 02 (San Telmo e La Boca)

> Patios de San Telmo e Anselmo Buenos Aires, Curio Collection by Hilton: São hotéis intimistas e charmosos, mais para casais do que crianças, mas talvez seja interessante para sua família.

Obs. Não recomendo hospedagem em La Boca, pois lá o metrô não chega, e isso dificulta um pouco a logística.

Zona 03 (Retiro e Recoleta)

> Sheraton Buenos Aires Hotel & Convention Center: Este é um dos meus hotéis preferidos para ir à Buenos Aires com crianças, com muita atividade e kids club. Fica em Retiro na região da praça General San Martin, que é um praça com muito verde e um parquinho.

quarto de hotel com duas camas
Nosso quarto no Palladio Hotel

> NH Crillon: Opção mais em conta também em Retiro para quem deseja bom custo benefício.

> Palladio Hotel Buenos Aires – MGallery: Na Recoleta. Fiquei nele recentemente e tem um atendimento fenomenal e com um valor bem interessante no custo benefício. Não é o mais barato, mas é um 5 estrelas mais em com um atendimento fenomenal, e por isso vale bastante o investimento.

Zona 04 (Palermo)

> Mine Hotel Boutique e Legado Mítico Buenos Aires: Apesar de estarem um pouco afastados no metrô estão no meio do bairro com acesso a várias opções andando. Para quem vai ficar o dia todo fora é o melhor bairro para as crianças. Tem muito verde, praças e bosques para explorar com sua turminha.

Outras Dicas para a família viajar junto

Todo destino tem seus detalhes em relação a clima, câmbio, transporte e mais. Aqui vou deixar algumas dicas extras de forma geral, lembrando que consigo fazer algo muito mais detalhado e especializado no meu serviço de Roteiros Sob Medida para sua viagem ser do jeitinho que você imagina! Vamos lá:

> A Moeda oficial da Argentina é o Peso Argentina. Recomendo que faça o câmbio assim que chegar na cidade. Você pode trazer reais ou dólares em espécie para fazer o câmbio. Faça câmbio apenas em locais autorizados, e não na rua com pessoas desconhecidas. Fazer giro de dinheiro via Wester Union com saque na cidade também é uma opção.

> Leve adaptador de tomada universal para uso de carregadores e equipamentos eletrônicos, pois a tomada é totalmente diferente da brasileira. Além disso, cuidado com os equipamentos que não forem bi voltes, pois a voltagem na Argentina é 220V.

Escultura de Metal Floralis Generica
E clássica Floralis Generica: vale para uma foto e piquenique

> Sobre transporte, caso não tenham um transfer contratado, é possível se deslocar usando Metrô, Táxi ou Transporte por Aplicativo – no caso o único legalizado é o Cabify (o Uber existe mas não é legalizado). Recomendo Cabify ou Metrô, sendo que você usa este transporte público somente com o cartão Sube. Basta ter um para a família toda, não é individual.

Ele pode ser comprado e recarregado nos kioskos ou nas próprias estações de metrô. O Cartão custa 175 pesos e a passagem do metrô custa 42 pesos, por trecho, por pessoa.

> O Seguro Viagem não é obrigatório por lei, mas na minha opinião, é obrigatório para todo turista, ainda mais porque o funcionamento da Saúde na Argentina é bem diferente do que no Brasil. Você pode avaliar boas opções aqui: Opções de Seguro Viagem.

O que fazer em Buenos Aires com crianças?

Vamos para o que mais interessa: as opções de passeios! Tanto na capital argentina quanto em seus arredores, tem muita coisa interessane para fazer em família. Nós estivemos em lugares que a Alice adorou, e vou compartilhar o que mais gosto e indico:

Parque infantil com robô
Plaza Mujica Lainez: Uma das diversas e incríveis plazas da cidade para os pequenos.

Plazas, Áreas Verdes e Parquinhos: Buenos Aires está cheia de praças lindas e cheias de verde, e com parquinhos renovados, públicos e maravilhosos para a criançada. Não precisa muito para aproveitá-las: basta ir passear e levar algumas guloseimas para fazer um lanchinho junto de um parquinho destes que é sucesso garantido.

Várias plazas são temáticas, com parquinhos diferentes e de brincadeiras inteligentes, como este da foto na Plaza Mujica Lainez, a inclusiva Plaza Mafalda, a Plaza Inmigrantes de Armenia em Palermo, e muitas mais.

Além disso, toda área verde é gostosa de passear com eles, como o Rosendal de Palermo, o Jardín Japonês e o próprio Ecoparque de Palermo, antigo Zoo que se transformou em um novo conceito muito mais atual e sustentável, sendo que os animais que ali ficaram estão soltos em em meio a grande área verde.

Livraria El Ateneo (Santa Fé): A livraria que mais parece uma obra de arte está dentro de um antigo e conservado teatro que hoje abriga diversos andares de prateleiras de livros únicos. Existe claro a sessão infantil, e mesmo com livros em espanhol – e por que não treinar o idioma? – vale a pena conhecer e passar um tempinho por lá. Boa pedida pra dias de chuva.

entrada de espaço de sala de centro cultural
Um lugar muito legal para experimentar: Centro Cultural Recoleta.

Museo Prohibido no Tocar e Centro Cultural Recoleta: O espaço em si do Centro já é um ambiente legal e cultural, mas claro que visitar um lugar para tocar em tudo e experimentar ciências e outras áreas é tudo de bom com as crianças. São dois andares e este é um dos espaços favoritos das famílias que visitam a cidade.

Tango: É isso mesmo, as apresentações de Tango também são muito boas para as crianças, não são lugares como baladas e de vida noturna, mas sim como apresentações culturais. Claro que há opções mais interessantes do que outras para elas e isso que faz a diferença.

Eu recomendo o Madero Tango para ir com as criança pois é tipo um Musical e não tango clássico. Alice já foi no Madero Tango e amou. A questão aqui é que finaliza tarde então algumas crianças podem ficar bem cansadas – prepare-se para o colinho no final.

fachada de estádio de futebol
O Estádio do Boca: a famosa La Bombonera.

Estádios do Boca Juniors e River Plate: Quem tem fãs de futebol em casa – ainda mais depois de a Argentina vencer a copa do mundo do Qatar – deve querer visitar ao menos um dos dois principais estádios da cidade.

O estádio do Boca leva vantagem por estar bem ao lado do Caminito e já dar pra conhecer os dois. Já o River fica em outro lado da cidade, mas é possível fazer tour guiado em ambos, conhecendo museu, história e seus bastidores. Se é fã de futebol, não é importa a idade: será sucesso!

Museo de los Niños: Um atrativo bem clássico que está dentro do Shopping Abasto, similar ao conceito da rede Kidzania, que está em alguns locais do mundo – inclusive São Paulo.

A criança tem a oportunidade de se inserir em um mundo de profissões e exercer as atividades como adultos, mas claro, de forma divertida e segura. Ela pode trabalhar em uma lanchonete ou em um banco, e aproveitar bastante!

Prédio e fachada do Centro Cultural Kirschner
Prédio e fachada do Centro Cultural Kirschner

Centro Cultural Kirschner: Bem pertinho da Casa Rosada e de Puerto Madero, este centro cultural é muito bacana, gratuito e conta com diversas atividades e salas para as crianças terem contato com arte, música e diversas oficinas promovidas pelo centro. Programa de sucesso com certeza em diversos andares!

Paseo La Historieta: Você deve conhecer a Mafalda, personagem de quadrinhos e tirinhas muito simpática e que ganhou o mundo, e é super famosa na cidade claro!

Porém, existem outros personagens de quadrinhos argentinos, e esse é um caminho na região de San Telmo muito gostoso de fazer e mostrar estátuas e figuras que fizeram história em todos os sentidos. Aproveita para fazer tipo um caça ao tesouro para encontrar todos, e boas fotos!

Uma grande aventura: O Temaikén

Temaikén: Este é um passeio para o dia todo, visto que não fica no centro, mas nos arredores, e é um Bioparque enorme com muita natureza e animais para ver. São várias espécies e atividades para curtir em família. Lá a estrutura é boa com lanchonetes, loja e demais atrações. São muitas opções bacanas e dá pra ficar um bom tempo explorando.

Estas são as principais opções para quem visita a cidade. Se quiser ver mais algumas dicas de Buenos Aires com crianças, a Flávia do Turismo em Família também escreveu sobre o tema – veja aqui!

Bora viajar para Buenos Aires com crianças? Garanto que a viagem será incrível, e se quiser ter sossego e tranquilidade com um roteiro e consultoria com tudo que você precisa, estou aqui para te ajudar com minha proposta de Viagem Sob Medida. Sei que você vai aproveitar tudo muito bem para só curtir estes momentos e gerar memórias muito felizes!

Família sentada em gramado em frente a escultura Floralis Generica

Buenos Aires e arredores: Roteiro com Carmelo e Colonia del Sacramento no Uruguai

Família sentada em gramado em frente a escultura Floralis Generica

Tem muitos jeitos de se viajar para capital argentina. E se você pensa em conhecer Buenos Aires e arredores, pode saber que também é uma super alternativa, seja sua primeira vez na cidade, ou para voltar e descobrir novos ares – e tem muitas opções nesse sentido.

E essa foi a proposta da família da Flávia, que viajou com seu esposo e sua filha de 4 anos. Pude ajudá-los através da minha Consultoria Argentina Memorável onde falo não apenas do país, mas das possibilidades na região. E como o Uruguai é logo ali, a apenas pouco mais de 1 hora de travessia do Rio da Plata, incluímos mais alguns dias nas uruguaias Carmelo e Colonia Del Sacramento.

A Flávia então me permitiu trazer um pouco da sua viagem e suas impressões do que conheceu aqui no blog, o que acho legal compartilhar porque existem muitas outras visões dos destinos e assim você pode ter mais de uma opinião para planejar a sua experiência.

O roteiro da família foi cerca de 9 dias de viagem, sendo os 6 primeiros em Buenos Aires, e os demais em Carmelo, além dos deslocamentos de ida e volta de sua casa, assim como entre as duas cidades.

Por se tratar da uma vivência diferente da minha, aqui não estão todas as atrações em detalhes (mas em breve estarão com mais dicas) porque a ideia é mostrar mesmo a opinião da experiência da família, mas é claro que você pode me perguntar nos comentários ou pelo meu Instagram quaisquer informações que precise dos lugares aqui mencionados.

Bora ver como foi – nas palavras da Flávia?

Dia 01: Chegamos do Brasil na cidade, onde nos hospedamos em um Airbnb no bairro de Palermo Soho e foi maravilhoso, o bairro é uma delícia! Fizemos muita coisa a pé. E adoramos poder cozinhar alguns dias para ter uma comida mais caseira e descansar depois de um longo dia de passeios.

No primeiro dia Jantamos no El preferido (indicação da Mari), que tem boas opções de carnes argentinas.

Dia 02: Foi o dia de conhecer a tradicional Feira de San Telmo com que tem muitas antiguidades e acontece no final de semana, mas não achei imperdível. Apesar de não termos ido, ali próximo também estão a Alice’s tea house, uma casa de chá instagramável, e a estátua da Mafalda que é possível conhecer.

Descemos para Puerto Madero, que é bem próximo e fácil a partir da feira, onde há muitos restaurantes bacans. Queríamos muito ter ficado no Aimé lounge, que é muito bonito e tem um área kids, mas a mesa disponível não estava boa para nós por ser ao livre e estar com muito sol, então não ficamos, por isso é preciso fazer reserva.

crianças sentadas no chão brincando
Hora de distrair a pequena com atividades com mais crianças

Voltamos para conhecer e realizar uma atividade bacana com Centro Cultural Kirchner. Funciona a partir das 14h (de quarta a domingo) também próximo Puerto Madero – cerca de 5 min. Ali não precisa reservar. O Centro Cultural Kirchner é gratuito e rende uma imersão na cultura Argentina. Temos memórias incríveis de lá! Até apresentação a nossa filha fez.

Seguimos conhecer o Café Tortoni (um clássico na cidade) – mas tinha fila, então não ficamos, e voltamos para jantar no Don Julio . Este precisa reservar com meses de antecedência. Não conseguimos ir, então jantamos no Cabernet, que é excelente!

Aliás, fazer reserva nos principais restaurantes é imprescindível! Tentamos ir no Don Julio mais de uma vez e não conseguimos, mesmo chegando mais cedo, e nos horários mais alternativos.

‌‌Dia 03: Fomos na Rua Florida (Calle Florida) caminhar e fazer câmbio. Já foi então a hora de almoçar e comemos no El Mercado do Hotel Faena, bem caro, mas maravilhoso – também importante reservar antes.

Ali dá para muitos lugares como ir pela 9 de julho até o Obelisco e Calle Florida – que conhecemos, mas não fizemos a pé – aliás usar táxi é barato e cômodo!

Fomos depois para a El Ateneo, Livraria muito bonita que tem cafeteria e era um antigo teatro. Encerramos na Praça Rodrigues Peña – perto da livraria (essa praça tem muito verde, esculturas e um parquinho infantil bacana) e jantamos no Airbnb. Dica: Explore os parquinhos! Buenos Aires tem vários! Dão um descanso no roteiro para família toda!

Barco com vista de ponte
Passeando com a filha no Rosedal

Dia 04: Fizemos uma caminhada pela Recoleta + Parque Floralis (onde está a flor de metal) + Rosedal com seus jardins, e ainda andamos de pedalinho. Fomos no Museu Prohibido no tocar dentro do Centro Cultural Recoleta. No bairro tem também o Labiela Cafe que é famoso, mas não fomos.

Terminamos já a Noite no Madero Tango, onde tem apresentação e jantar. Show de tango é legal, mas com criança pequena considere “perder” a tarde do dia do show para fazer a criança descansar e a manhã do outro dia também, porque o show começa as 22h, ou seja 1 dia de roteiro “perdido” em função da ida ao show.

mesa com pães e molhos
Um pouco das comidinhas do La Cabrera

Dia 05: O plano era ir ao Caminito (La Boca) e Usina de Arte, mas não conseguimos ir porque a pequena dormiu até 12h devido tango no dia anterior. Passeamos pelos parquinhos de Palermo Soho (bairro que nos hospedamos). Almoçamos no La Cabrera e a outra ideia era ir no Museu de los Niños dentro do Shopping Abasto, mas este era um dia em que ele ficava fechado.

Então fomos para a Calle Arroyo (a mais bonita de BA) e para Avenida 9 de julio (a mais larga do mundo). Também vimos Palácio San Martin, o Teatro Colón e o Obelisco. Encerramos com o jantar no Cabernet.

Mãe olhando para filha vendo cespaço de animais
Curtindo o Zoo em família

Dia 06: Fizemos um passeio de um dia todo no Temaiken (mais um programa de Buenos Aires e arredores), que é mais distante da cidade e durou o dia todo. Ele funciona de quarta a domingo. O Temaiken é um grande Zoológico que vale a pena pelo lugar, mas é um passeio longe, caro e sem opções de comida mais saudáveis – apenas com lanches! Só vá se tiver mais de 5 dias em BA. VoItamos para arrumar as malas para o Uruguai.


* Antes de continuar, é importante lembrar que é possível fazer estes destinos em diversos climas. A Flávia foi na primavera e com uma mala de roupas mais leves na época de primavera e verão, ainda que com alguns casacos.

Já no inverno é bem mais gelado e é importante fazer uma mala bem diferente. Se quiser saber mais sobre como viajar no inverno na Argentina, inclusive para dias de neve, veja aqui o post sobre Mala de Inverno Inteligente que vai te ajudar muito!


Dias 07 a 09: Fomos para o Uruguai a partir da travessia pelo Rio da Plata. Só o translado já é uma experiência! É um barco tipo catamarã, todo fechado, climatizado e tem até área vip!

Tem passeio bate e volta se for ficar apenas um dia na região como a maioria faz para conhecer Colonia del Sacramento (que possui o centro histórico tombado como Patrimônio da Unesco), mas por sugestão da Mari, preferimos ficar por 3 dias incluindo em Carmelo, que tinha mais a ver com nosso perfil.

* Mas é totalmente possível combinar os dois destinos, tanto que eu Mari já fiz a viagem de Colônia del Sacramento + Carmelo com minha família, e foi linda!

Mãe com filha em bicicleta no pôr do sol
De bike pelos campos deliciosos de Carmelo.

Carmelo é uma região apaixonante de vinícolas uruguaias! Foi a cereja do bolo da nossa viagem! Ficamos hospedados dentro de uma vinícola no Hotel Campotinto.

Em Carmelo tivemos a oportunidade de fazer um piquenique em família… era um sonho. Só não sabia que ia realizar esse sonho num dos lugares mais lindos do mundo! É muito bom ter experiências assim, onde encerramos nosso roteiro. Voltei dessa viagem com a sensação de que zerei a vida!

Piquenique em meio à vinícola
O piquenique que fechou a viagem com chave de ouro.

Essa foi a viagem da família da Flávia em Buenos Aires e arredores – neste caso incluindo cidades uruguaias que são próximas da capital argentina.

Pude dar várias sugestões a partir da minha Consultoria Argentina Memorável que é uma opção interessante para quem não deseja um roteiro completo sob medida, mas quer informações práticas e detalhadas para montar sua própria programação: a ideia é te apresentar opções no formato que preferir.

Prontos para a sua aventura? Espero que o post tenha ajudado, e estou sempre aqui para ajudar você a fazer viagens incríveis por esta região de nossa América do Sul!