Sabia que tem sim Carnaval em Buenos Aires? É claro que evento lá é diferente do que nossa versão brasileira, mas na verdade o Carnaval não tem força apenas no Brasil, mas em várias cidades argentinas e do mundo.

Vários países realizam festas e comemorações (como o famoso Carnaval de Veneza na Itália), e na América do Sul o Uruguai também é um país que faz muitas celebrações.

A Argentina celebra de maneira bem festiva em algumas cidades do interior, como Corrientes e Gualeguaychú, mas, o Carnaval em Buenos Aires também é comemorado com festividades que, apesar de não ser a maior festa do país, ao longo dos últimos anos a celebração ganhou mais força na capital, com muitas cores, fantasias, bandeirinhas (uma decoração bem tradicional), murgas – estilo musical local – e muito mais.

Plaza de Mayo do centro de Buenos Aires
Centro e a Plaza de Mayo no Carnaval de Buenos Aires!

E seja nas festas, ou não, ainda assim é um feriado na época do verão possível de ser bem aproveitado, inclusive por vários cruzeiros fazerem parada nesta data na cidade, e por isso também vale a viagem mesmo se você é do time que prefere sossego, porque os principais locais turísticos seguem funcionando, mas alguns com horários especiais – afinal também é feriado na cidade.

Como surgiu e se estabeleceu o Carnaval em Buenos Aires?

O Carnaval em Buenos Aires – ou Carnaval Porteño – já acontece há centenas de anos, a partir da relação do catolicismo com a festa, já que o significado da palavra carnaval vem de palavras “carnis-levale”, do latim, que significa retirar a carne, marcando o início da quaresma, um período importante de abstenção do alimento da Igreja Católica, seguida a partir dos imigrantes que vieram ao país.

As festividades então cresceram ao longo de muitas décadas, mas isso não impediu que, devido aos exageros, costumes e o “tudo pode” no carnaval, que alguns governantes impuseram restrições, como o administrador colonial Virrey Vertiz que entre 1770 e 1784 castigava com chibatadas e prisão aqueles que usavam tambores de origens africanas; e Juan Manuel de Rosas, governador da província de Buenos Aires no período entre 1829 e 1852, que proibiu as festas de carnaval. Para quem se interessar, há um pouco mais da história carnavalesca local no Portal de Turismo de Buenos Aires

Por um bom tempo, após os fatos históricos, o Carnaval em Buenos Aires foi pouco celebrado, mas os tempos mais recentes retomaram a tradição, e assim a celebração voltou a ter mais força na cidade com tradições que são similiares as brasileiras, como os corsos – desfiles de carnaval com carros alegóricos; os gêneros musicais com percursão murga e candombe; e os comparsas, que são artistas do carnaval porteño, entre bailarinos, músicos e personagens que tocam e desfilam pelas ruas e bailes.

Onde aproveitar o Carnaval em Buenos Aires?

Se considerar o evento em si, o principal do Carnaval em Buenos Aires geralmente acontece no Centro, na Av. de Mayo, entre as ruas Bolívar e Carlos Pellegrini, com um palco montado em frente a Plaza de Mayo, que do outro lado está a Casa Rosada.

A rua fica bloqueada para carros, e os pedestres e visitantes em geral verão uma rua enfeitada com bandeirinhas, e estrutura com palco para diversas apresentações e desfiles que acontecem ao longo de vários dias, inclusive com programação para famílias.

multidão em festa de rua do centro de buenos aires
O Centro de Buenos Aires é palco para a festa do Carnaval!

Ainda que exista bastante animação com shows, DJ, barraquinhas de comidas (2023 até tinha água gratuita em copinhos) e momentos de chuva de espuma, a tradição também é o forte com desfile de fantasias, e as tradicionais murgas, que não são bloquinhos, mas um tipo de grupo que representa mais o que se faz na Europa, com instrumentos musicais mais antigos e com um pouco mais de tranquilidade.

As murgas passam por mais lugares além do centro, e podem ser apreciadas em mais alguns bairros e localidades. San Telmo e Puerto Madero por exemplo são locais turísticos que também costumam ter murgas.

Definitivamente é um carnaval diferente, um pouco mais sossegado, mas não menos interessante, e descobrir mais desta cultura é boa pedida com certeza no feriado! Além de praticamente toda a programação ser gratuita com os diversos eventos nos bairros e ruas.

O que fazer além das Festas?

É claro que há muito o que fazer em Buenos Aires além dos festejos. Mesmo no dia oficial do feriado, ainda que comércios e alguns locais estejam fechados, restaurantes e os principais pontos turísticos seguem abertos, além de praças e parquinhos para curtir um piquenique nas diversas áreas verdes e gostosas da cidade.

Por isso, não deixe de viajar no Carnaval para Buenos Aires se você tem vontade para curtir atrações clássicas – como um Show de Tango, um passeio no Caminito, visitar museus – ou para algo bem com a sua cara, seja um roteiro gastronômico completíssimo, cultural ou kids friendly, todas as possibilidades são reais nesta época, e eu posso ajudar com meus serviços de Viagens Sob Medida, com a Argentina como minha especialidade.

Partiu aproveitar o Carnaval em Buenos Aires? E não deixe de acompanhar mais dicas da Argentina e região nas redes do Destinos de Alice e do Mari Queiroz Viagem que você vai gostar!

COMPARTILHE:
Facebook
LinkedIn

Um comentário sobre “Carnaval em Buenos Aires: Vale passar o feriado na cidade?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você pode usar estas HTML tags e atributos:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

Insrcreva-se e fique por dentro de todas as novidades